StayAway: a App portuguesa de rastreio da Covid-19

  • O governo português lançou a aplicação StayAway Covid, em parceria com o INESC-TEC, para ajudar a evitar a propagação da Covid-19.
  • A App permite a quem foi diagnosticado inserir um código que avisa, de forma anónima, todos os utilizadores com quem esteve em contacto.

Subscreva o nosso podcast em:
Apple Podcasts | Spotify | Google Podcasts | TuneIn

Para ajudar a evitar a propagação da Covid-19, o governo português lançou a aplicação StayAway Covid, em parceria com o INESC-TEC.

Disponível para iPhone e smartphones Android, a App rastreia os contactos diários para que sempre que alguém testa positivo à Covid-19, e insere o código do diagnóstico na App, as pessoas com quem esteve em contacto sejam alertadas para a possibilidade de ter sido contagiadas. Esta notificação é enviada sem identificar a pessoa infetada.

Tal como outras aplicações deste género desenvolvidas um pouco por todo o mundo, a StayAway utiliza o Bluetooth dos smartphones para detetar quando estão a menos de 2 metros de distância, durante alguns minutos. Tudo isto é feito de forma anónima e todos os dados são eliminados ao fim de 14 dias.

A gestão e o tratamento dos dados recolhidos é da responsabilidade da Direção Geral da Saúde portuguesa.

Estes dados vão ser cruzados com os dados de outros países com aplicações de rastreio e garante a interoperabilidade entre os sistemas operativos da Apple e da Google.

A adesão voluntária aqui vai ser determinante: quanto mais pessoas utilizarem a App StayAway, maior é a probabilidade de as pessoas infetadas sem sintomas serem alertadas e diagnosticadas mais rapidamente.

Desde que foi lançada, aplicação já foi descarregada mais de 100 mil vezes.

 

 


Se a transformação na indústria da saúde é importante para a sua empresa, contacte a FABERNOVEL: