Microsoft: Resultados do trimestre (mantêm receitas e lucro acima da Apple)

A Microsoft (NASDAQ: MSFT) apresentou hoje os resultados do trimestre e também do seu ano fiscal.
Os resultados ultrapassaram as expectativas (de 15,3 mil milhões), em receitas atingindo os 16 mil milhões e em lucro que ficou nos 4,52 mil milhões no trimestre. Ambos os indicadores acima da Apple (a maior empresa de tecnologia).

Na apresentação de resultados esta semana, Tim Cook (COO da Apple – e possível sucessor de Steve Jobs) definiu como meta de receitas no próximo trimestre 18 mil milhões, mas no mercado as expectativas já apontam para 20 mil milhões (pois a Apple tem superado sempre os resultados previstos).

Tudo indica, que no próximo trimestre as receitas da Apple serão superiores à Microsoft suportados pela venda de harware (iPhone, Mac,  iPad e iPod), mas que a Microsoft continuirá com um valor absoluto de lucro superior.

Na análise às várias áreas de negócio, o negócio On Line (Portal MSN e Bing, etc.), continuam a acumular prejuízos de 2,355 mil milhões de dólares no acumulado do ano (ou seja, mais 43% de prejuízo do que no ano de 2009). As receitas do negócio OnLine subiram apenas 4% comparativamente a 2009.

Gráfico do dia da Business Insider

A área de negócio de Entretenimento (que engloba a XBox, Zune e KIN – Telemóvel), fechou o ano com margem positiva de 679 milhões de dólares, mas no último trimestre teve resultados negativos de 172 milhões de dólares (certamente reflexo do fracasso do telemóvel KIN).

Para consultar os resultados da Microsoft – Clique aqui

Author avatar
Nuno Ribeiro
Portugal General Manager da agência de inovação FABERNOVEL. Foi diretor da unidade de negócio multimédia do grupo Global Media (2008 a 2012), diretor da unidade de negócios de Internet do grupo Cofina Media (1999 a 2008) e consultor do secretário de Estado da Comunicação Social para a área digital (1997 a 2002). Em paralelo com a atividade profissional foi docente, coordenador de programas executivos e pós-graduações nas Universidades: Católica-Lisbon, Europeia, ISEG e Lusófona (2001 a 2016). Colaborou com artigos de opinião e comentador, sobre temas de inovação, transformação digital e nova economia nos media: Visão, Diário de Notícias, Meios & Publicidade e Económico TV. 
Autor do livro Gerir na Era Digital (2011). É licenciado em Economia pela Católica-Lisbon, onde também concluiu o curso avançado Gestão de empresas tecnológicas e uma pós-graduação em Media e Entretenimento.
We use cookies to give you the best experience.