Amazon Kindle: A nova Rede Social

O Kindle da Amazon começou por ser um eReader de sucesso e foi o mote da Amazon, para redefinir a indústria do livro electrónico (eBook). No mês de Setembro,  Jeff Bezos – fundador e CEO da Amazon apresentou o Kindle Fire e entrou com este dispositivo no mercado dos tablets, perdendo cerca de 10 dólares por unidade, mas ganhanado na venda de conteúdos (livros, aplicações, filmes, música, etc).

A Amazon criou aplicações Kindle para todos os dispositivos: iPad, iPhone, Android, Blackberry, Windows Phone, PC, Mac e Web (HTML5) e o número de unidades de eBooks vendidos na Amazon ultrapassaram os livros impressos no início deste ano.

Para quem já experimentou ler livros em formato Kindle, reparou que por vezes há zonas sublinhadas a tracejado, que indicam que outros leitores do mesmo livro sublinharam determinada zona. O “poder da nuvem” da Amazon começou a mostar que estava lá e que o CRM e Data Mining se mantêm também no Kindle como um dos principais pilares de sucesso do negócio  da Amazon. Recentemente, passou a ser possível partilhar excertos dos eBooks nas redes sociais Facebook e Twitter. Até aqui não havia surpresas, mas o sublinhado tracejado indiciava que o princípio de uma rede social podia estar a ser construído enquanto entusiasmados líamos os eBooks Kindle 🙂

Ou seja, a Amazon sabe o que compramos, o que lemos, o que sublinhamos e as notas que colocamos no eBook.
E como que por “magia” o Kindle transforma-se numa rede social, que podia ter como slogan “Diz-me o que lês, dir-te-ei quem és” 🙂

Leia, sublinhe, comente, siga e seja seguido em: Kindle.Amazon.com

E o que anda a ler Jeff Bezos? Aqui está a resposta. 🙂

Tagged with: