Voltar ao topo

Apple: Resultados Q4 2013

apple-money-logoAnálise aos resultados do quarto trimestre fiscal (e anual) de 2013.

O que podemos esperar da Apple em 2014?
Porque é que o sistema operativo MacOS, iWork (ferramentas de produtividade: Pages, Numbers e Keynote) e iLife (ferramentas de entretenimento: iPhoto, iMovie e Garage Band) passaram a ser distribuidas gratuitamente? Qual a “nova auto-estrada” que a Apple está a preparar?

Económico TV, Edição das 12 – 29/10/1013

 

Resumo dos resultados apresentados:

Análise de resultados no trimestre (Q4 Homólogo) – 2012 Vs 2013
Dólares 2012 2013 Variação
Receitas (Mil Milhões) 35.966 37.472 + 4,06%
Lucro (Mil Milhões) 8.223 7.512 – 8,65%
Lucro por Acção 8,67 8,26 – 22,86%
Acumulado do ano fiscal -2012 Vs 2013
Dólares 2012 2013 Variação
Receitas (Mil Milhões)               156.508 170.910 + 9,2%
Lucro (Mil Milhões) 41.733 37.037 – 11,25%
Lucro por Acção 44,15 39,75 – 9,97%

Dispositivos vendidos no último trimestre:
iPhone: 33,8 milhões (versus 31 milhões de face à expectativa), +25,65% face ao homólogo.

iPad: 14,1 milhões (versus 14,5 milhões esperados), +0,71% face ao homólogo.
Em termos acumulados a apple já vendeu mais de 170 milhões de iPads desde o seu lançamento.

Mac´s: 4,6 milhões (versus 4,6 milhões esperados),  – 6,12% face ao homólogo (num mercado que decresceu 10% no trimestre)

Em tesouraria a Apple tem nos “cofres” 146,8 mil milhões de dólares, e paga um dividendo de 3,05 dólares por ação trimestralmente. O próximo será pago no próximo dia 14 de Novembro (para quem tenha ações até no dia 11 de Novembro).

Veja o gráfico com a evolução das receitas da Apple por produto (os trimestres apresentados são os trimestres de calendário e não os de calendário fiscal da Apple):

apple-chart-of-the-day-revenue-Q4-2013

Fonte: Business Insider

 

Author avatar
Nuno Ribeiro
Country Manager da agência de inovação FABERNOVEL. Autor do livro Gerir na Era Digital (2011). Licenciado em Economia pela Universidade Católica de Lisboa, onde também concluiu um curso avançado de Gestão de Empresas Tecnológicas e uma pós-graduação em Gestão de Media e Entretenimento. Diretor a unidade Negócio Multimédia do grupo Controlinveste (2008 a 2012). Diretor da unidade de negócios de Internet do grupo Cofina Media (1999 a 2008). Consultor do secretário de Estado da Comunicação Social para a área digital (1997 a 2002).
We use cookies to give you the best experience.