AEREO perde batalha judicial com os operadores de TV [Video]

A startup americana AEREO que estava a disrromper o modelo de negócio dos operadores de televisão em sinal aberto, perdeu a batalha judicial aberta pelos operadores de televisão.

A AEREO evitava a colocação de antenas interiores ou exteriores e colocava no seu data center uma mini-antena e uma set-top box para cada cliente que podia sintonizar e gravar os canais de TV em qualquer dispositivo com ligação à Internet (PC, smartphone e tablet). A base de clientes da AEREO é de 500 mil clientes que ficaram sem este serviço.

Veja o video que explica o funcionamento da AEREO:

A AEREO através do seu site e do Twitter informa aos seus clientes dos motivos da suspensão.

Comentário na Edição das 12 no Económico TV (30 de Junho 2014).
O que estava em causa, e quais os argumentos utilizados pelos operadores de televisão?

 

Author avatar
Nuno Ribeiro
Portugal General Manager da agência de inovação FABERNOVEL. Foi diretor da unidade de negócio multimédia do grupo Global Media (2008 a 2012), diretor da unidade de negócios de Internet do grupo Cofina Media (1999 a 2008) e consultor do secretário de Estado da Comunicação Social para a área digital (1997 a 2002). Em paralelo com a atividade profissional foi docente, coordenador de programas executivos e pós-graduações nas Universidades: Católica-Lisbon, Europeia, ISEG e Lusófona (2001 a 2016). Colaborou com artigos de opinião e comentador, sobre temas de inovação, transformação digital e nova economia nos media: Visão, Diário de Notícias, Meios & Publicidade e Económico TV. 
Autor do livro Gerir na Era Digital (2011). É licenciado em Economia pela Católica-Lisbon, onde também concluiu o curso avançado Gestão de empresas tecnológicas e uma pós-graduação em Media e Entretenimento.
We use cookies to give you the best experience.