Estamos no Céu e vamos à conquista do Universo

Hoje, acordamos com a Taça de Campeões Europeus de Futebolduas medalhas de Ouro, duas de Bronze no campeonato europeu de Atletismo e o segundo lugar na etapa do Tour de France (ciclismo).
Sentimos-nos no Céu. E foi do Céu que o astronauta Terry Virts nos deu os parabéns.

E é por isso que nesta morning toast vamos continuar a subir e decidimos explorar o Universo com os titãs da área tecnológica que têm dominado a indústria espacial privada e que estão fortemente empenhados em democratizar o acesso ao espaço. Para Elon Musk – SpaceX, Jeff Bezos – Blue Origin, Paul Allen – Vulcan Aerospace ou Richard Branson – Virgin Galactic o céu não é o limite… é o ponto de partida.

SpaceX e Blue Origin revolucionaram a exploração espacial ao desenvolver “foguetes reutilizáveis” (capazes de regressar à Terra e desta forma diminuir significativamente custos de novos lançamentos e futuro transporte de produtos). Elon Musk também quer habitar o planeta Marte em 2025.

Já Jeff Bezos quer transferir parte da produção industrial da Terra para fábricas espaciais, com o objetivo de proteger e melhorar o ambiente no nosso planeta – que servirá apenas para morarmos e termos produção industrial “light”.

A Stratolaunch Systems, subsidiária da Vulcan Aerospace do co-fundador da Microsoft Paul Allen, está a desenvolver o maior avião do mundo (Stratolaunch) com tecnologia de ponta para lançar satélites no espaço. O avanço dará acesso aberto à órbita baixa da Terra.

VulcanAerospace
Crédito imagem: Vulcan Aerospace

Larry Page, fundador da Google, ainda não entrou na aventura espacial, mas já sabemos que quer “voar baixinho” com carros voadores.

E na China está a ser construído o maior radiotelescópio do mundo (500 metros) para procurar sinais de vida extraterrestre.

Talvez a visão dos investigadores do National Astronomical Observatories da China coincida com a de “Ellie” (personagem interpretada por Jodie Foster) no filme “Contact” (1997).

A exploração espacial já se cruzou outras vezes com a ficção científica, como por exemplo o planeta Kepler-35  com dois ‘sóis’ igual ao planeta Tatooine  do filme Star Wars, no qual Anakin Skywalker habitava. Na semana passada, foi descoberto um novo planeta – HD 131399Ab- com três sóis – aqui a realidade superou a ficção.

Tatooine
Crédito imagem: Starwars.com

Agora, é hora de voltar a aterrar 🙂
Boa semana!