O que o smartphone substituiu, em menos de 10 anos