Porque é que a Roche adquiriu a Flatiron Health?

  • A Roche, gigante farmacêutica suíça, adquiriu a Flatiron Health.
  • A startup une tecnologia e big data para promover avanços no tratamento de pacientes oncológicos.

 

A Roche adquiriu a Flatiron Health, por 1,9 mil milhões de dólares. A startup tecnológica dedicada à oncologia foi fundada em 2012 por dois ex-colaboradores da Google e a Roche já era um dos seus grandes investidores, detinha 12,6%.

Qual o modelo de negócio da Flatiron e o que é que a diferencia?

A Flatiron possui um modelo semelhante ao de tecnológicas como a Google e o Facebook: criou um serviço com valor de utilidade para os utilizadores (médicos oncologistas) para depois vender os dados gerados por este serviço a outras empresas (farmacêuticas e institutos de investigação).

A startup criou uma plataforma digital que permite aos médicos o registo de informações clínicas dos seus pacientes e impulsiona uma lógica colaborativa na sua plataforma, onde médicos e programadores analisam as informações partilhadas. Com isto é uma verdadeira empresa centrada no utilizador: apoia os médicos e investigadores com conhecimento aprofundado sobre as suas necessidades.

O segredo da Flatiron está na união entre tecnologia e toque humano. A startup recorre a uma comunidade de profissionais de saúde para analisar meticulosamente dados que não estão estruturados (relatórios patológicos, notas clínicas,..), com a ajuda de tecnologia, e extrair apenas os insights relevantes.

Qual a relevância para a Roche?

Esta compra é importante para dar seguimento à estratégia de personalização dos cuidados de saúde que a Roche está a seguir, permitindo acelerar o desenvolvimento de novos tratamentos para o cancro.

Com a compra da Flatiron, a Roche tem acesso a dados de milhões de pacientes oncológicos, recolhidos em tempo real através de uma rede de oncologistas, que podem oferecer uma precisão ao nível de uma investigação clínica sobre a eficácia e utilidade de medicamentos.

Esta é uma forma de reduzir custos com estudos clínicos e de fornecer dados relevantes de forma muito rápida, que pode permitir tomar decisões mais rápido e reduzir o time-to-market.

Outra das propostas de valor para as farmacêuticas é o facto de os dados da Flatiron serem reconhecidos pelas entidades reguladoras. Estrategicamente e inteligentemente, a Flatiron criou parcerias com reguladores como a FDA (Food and Drug Administration), nos EUA, fornecendo acesso complementar a dados e promovendo a publicação conjunta de resultados de análises.


Se a sua empresa quer ser uma empresa orientada aos dados, contacte a FABERNOVEL INNOVATE: