Relativity Space: construção de foguetões impressos em 3D

  • A Relativity Space está a disromper a indústria espacial ao reduzir significativamente o tempo e os custos de produção de foguetões, graças à impressão 3D.

 

A Relativity Space está a revolucionar a indústria espacial através da construção de foguetões com componentes impressos em 3D. O resultado? Reduzir o tempo de construção de um foguetão de entre 12 a 18 meses para 60 dias e reduzir significativamente custos. A Relativity assegura que o seu método reduz em 100x o número de componentes do foguetão (95% dos componentes são impressos em 3D).

A empresa criou a maior impressora 3D de metal para construir os seus próprios foguetões e posiciona-se como um prestador de serviços para o lançamento de satélites para o Espaço. Desta forma, a longo-prazo poderá conseguir oferecer um preço mais competitivo e atrair mais facilmente clientes.

O primeiro lançamento com um foguetão com componentes impressos em 3D está planeado para 2020. 

A Relativity foca-se na colocação de constelações de satélites de pequena dimensão na órbita baixa da Terra, posicionando-se num mercado diferente de empresas como a SpaceX e a Blue Origin (transformaram esta indústria com foguetões reutilizáveis). É possível que no futuro estes foguetões se tornem também reutilizáveis.

A startup foi fundada em 2015 por ex-engenheiros da Blue Origin e da SpaceX (as empresas de exploração espacial de Jeff Bezos e de Elon Musk, respectivamente). Já captou um investimento total de 45,1 milhões de dólares (recentemente, captou 35 milhões de dólares). A Social Capital, o Y Combinator e Mark Cuban são alguns dos investidores da empresa.

Tim Ellis, co-fundador da Relativity Space, explicou, numa conferência da CB Insights, a visão da empresa:

 


Se a transformação na indústria espacial é importante para a sua empresa, contacte a FABERNOVEL INNOVATE: