Amazon compra farmácia online PillPack

  • A Amazon comprou a farmácia online PillPack por cerca de mil milhões de dólares.
  • A empresa está a construir os alicerces para disromper a indústria da saúde e pode escalar significativamente o negócio da PillPack.

 

A Amazon está a criar os alicerces para transformar, a longo prazo, a indústria da saúde: adquiriu, por cerca de mil milhões de dólares, a PillPack, uma farmácia online que faz toda a gestão dos medicamentos dos clientes.

A PillPack possui a infraestrutura de que a Amazon necessita — licenças para a distribuição de medicamentos nos 50 Estados dos EUA, farmácias físicas e call center — para escalar o seu negócio de farmácia, um mercado avaliado em 300 mil milhões de dólares, nos EUA.

A Amazon pode aproveitar a rede de distribuição, que já tem montada, para distribuir os medicamentos juntamente com outros produtos e pode também vir a cruzar o negócio de farmácia com a rede de supermercados Whole Foods, para criar pontos físicos de recolha de medicamentos.

A velocidade de distribuição da Amazon pode permitir entrar num novo segmento do mercado: entregas imediatas de medicamentos para o tratamento de casos de maior emergência (a PillPack só se concentra na medicação para casos crónicos).

Pode fazer sentido também “encaixar” esta compra noutros planos na indústria da saúde, nomeadamente a joint venture que criou com a Berkshire Hathaway e a JP Morgan. A Amazon pode criar um serviço de encomenda de medicamentos com preços mais reduzidos para os colaboradores das 3 empresas.

Fundação da Drugstore.com

Já não é a primeira vez que a Amazon faz um investimento no negócio de farmácia online para expandir as categorias de produtos. Em 1998, Jeff Bezos e John Doerr fundaram a Drugstore.com. A Amazon chegou a deter uma quota de 46% da empresa, que vendia medicamentos com e sem receita médica, produtos de cosmética e de higiene pessoal.


A transformação na indústria farmacêutica é importante para a sua empresa? Contacte a FABERNOVEL INNOVATE: