Receita do Airbnb supera expectativas


Subscreva o nosso podcast em:
Apple Podcasts | Spotify | Google Podcasts | TuneIn

 

Receita do Airbnb supera expectativas

O Airbnb apresentou uma receita de 859 milhões de dólares no 4º trimestre de 2020, menos 22% do que no mesmo período em 2019.  Ainda assim, superou as expectativas, tendo em conta o impacto da pandemia no setor do turismo (as reservas no Airbnb chegaram a cair 96% em cidades como Pequim). 

Em termos de resultado, apresentou um prejuízo de 3,9 mil milhões de dólares, no 4º trimestre, justificado, em parte, pelos custos associados à entrada em bolsa. 

A receita total do ano de 2020 foi de 3,4 mil milhões de dólares, menos 30% do que em 2019. 

Sem dúvida considerado um modelo de resiliência, fruto da sua capacidade de adaptação e agilidade, o Airbnb prevê, para 2021, uma recuperação do turismo para a qual se está a preparar prometendo melhorias ao nível da experiência dos seus clientes.

Twitter permite aos utilizadores gerar receitas 

O Twitter mantém-se firme na sua estratégia de especialista na agregação e distribuição de conteúdos. Agora, vai lançar a Super Follows, uma nova funcionalidade que permite aos utilizadores monetizar os seus próprios conteúdos, ou seja, criar uma subscrição mensal que permite aos seguidores ter acesso a conteúdos exclusivos e recebê-los, por exemplo, através de newsletters. E foi possivelmente com este objetivo que no final do ano passado, o Twitter adquiriu a Revue, uma plataforma que permite a qualquer produtor de conteúdos criar newsletters e gerar receitas através de subscrições pagas. Sem dúvida uma funcionalidade interessante a explorar pelos media.

Outra novidade anunciada é o Communities, que vai permitir criar e aderir a grupos com interesses comuns. Também no ano passado, o Twitter tinha começado a apostar na lógica das comunidades com o lançamento nos EUA do Spaces, um clone do Clubhouse, uma plataforma que permite promover conversas em grupo, em áudio, em torno de um determinado tema. 

Uber faz spin-off da unidade de distribuição autónoma da Postmates

Em 2020, a Uber comprou a empresa americana de entrega de refeições Postmates. Agora, prepara-se para fazer o spin-off da unidade de distribuição automatizada, a Postmates X. 

Deste spin-off, vai nascer uma startup, a Serve Robotics, na qual a Uber vai ter uma participação minoritária.

Este é o mais recente movimento estratégico da Uber para concentrar esforços no seu core business e tornar-se rentável no final deste ano. Nesse sentido, também já tinha vendido a unidade de carros autoguiados e a unidade de carros voadores.

 


Novo modelo económico em rede, inspirado pelos GAFA – Google, Apple, Facebook e Amazon – que integra Unicórnios (startups com valorização acima de mil milhões de dólares), gigantes chineses de tecnologia e todas as empresas que mudam as nossas vidas através da tecnologia e inovação.

Outros acrónimos de empresas que seguem estratégias GAFAnomics®:
NATU – Netflix, AirBnB, Tesla e UBER
BATX – Baidu, Alibaba, Tencent e Xiaomi (os GAFA chineses).

Durma descansado, os GAFA estão a trabalhar… possivelmente para transformar (disromper) a sua indústria.

Quer tornar a sua empresa numa empresa GAFAnomics® ? Contacte a FABERNOVEL.

 

Author avatar
Sandra Lucas Ribeiro
Sandra começou a sua carreira como jornalista na rádio e na televisão, mas depois de 7 anos nos media, dirige-se para a área digital como directora de serviço a clientes, passando pela Absolut System, OgilvyInteractive, OgilvyOne MSTF Partners, GreyGroup e Start. Na FABERNOVEL desde a sua criação em Portugal, tem-se dedicado ao estudo do Design Thinking e das metodologias utilizadas pelas startups. Apaixonada pelo impacto da tecnologia no comportamento humano, estudou também psicologia na Université Paris 8.
We use cookies to give you the best experience.