Adapttech: reinvenção do processo de colocação de próteses

  • A startup de engenharia biomédica Adapttech desenvolveu uma solução de adaptação de próteses para os membros inferiores, que sugere e otimiza os ajustes.
  • A solução cria um modelo 3D da prótese. Quando o paciente vai experimentá-la, os sensores que estão no interior da prótese são conectados a um pequeno dispositivo wearable que recolhe dados em tempo real.


Subscreva o nosso podcast em:
Apple Podcasts | Spotify | Google Podcasts | TuneIn

No mundo existem 27 milhões de pessoas amputadas de um membro inferior e a colocação de próteses ainda acontece por tentativa e erro, com base nas queixas de desconforto do paciente ou por mau encaixe. A Adapttech nasceu com o objetivo de revolucionar este processo, melhorando a qualidade de vida de pessoas com limitações físicas. Fundada no Porto, por Frederico Carpinteiro e Mario Espinoza, esta startup de engenharia biomédica desenvolveu uma solução de adaptação de próteses para os membros inferiores, que sugere e otimiza os ajustes.

A solução é simples: depois da criação de uma prótese, são inseridos os sensores da Adapttech na área em que o membro amputado vai encaixar. Esta prótese é depois colocada dentro de um scanner que gera um modelo em 3D, em menos de 90 segundos.

Quando o paciente vai experimentá-la, parado ou em movimento, os sensores que estão no interior da prótese são conectados a um pequeno dispositivo wearable que recolhe dados em tempo real. Estes dados são apresentados numa aplicação, que permite visualizar, por exemplo, a pressão exercida na perna através do modelo em 3D da prótese.

Esta análise permite também identificar com rapidez as potenciais áreas problemáticas e acelerar o processo de ajuste. E com isto consegue-se reduzir as adaptações em 40% e poupar mais de 60% do tempo de modificação, se for o caso.  

A Adapttech opera em grandes mercados como o Reino Unido, Estados Unidos e Canadá e desde que foi fundada em 2015, já captou 5 milhões de euros, incluindo no grupo de investidores a portuguesa Bionova Capital e os investidores britânicos Mercia Asset Management, Angel CoFund e Wealth Club.

 


Se a transformação na indústria da saúde é importante para a sua empresa, contacte a FABERNOVEL:

    Author avatar
    FABERNOVEL
    A FABERNOVEL é uma agência de inovação nativa digital que ajuda as grandes organizações a construir o futuro das suas indústrias, à velocidade das startups. Com uma abordagem centrada no utilizador, acompanhamos a concepção, a prototipagem e o teste de produtos e serviços inéditos, bem como na implementação de estratégias inovadoras, novos modelos de negócio, novas experiências físicas e digitais. Com escritórios em: Paris, Lisboa (Estoril), São Francisco, Shanghai, Singapura, Casablanca e Beirute.
    We use cookies to give you the best experience.