Amazon Kindle: Do E-reader ao tablet Fire [Video]

Jeff Bezos, fundador e CEO da Amazon, apresentou ontem em Nova York a nova gama de E-readers Kindle e uma novidade já esperada, um tablet: Kindle Fire.

Veja o video de apresentação:

A nova gama de Kindles, já está disponível para pré-reserva com entregas a partir de 15 de Novembro.

Os novos E-readers com preços entre os 79 e os 149 dólares, apresentam algumas novidades face aos anteriores: ecrã touch e colunas de som incorporadas, permitindo para além da leitura e compra de eBooks e jornais a novidade é possibilidade de audição e compra de músicas na Amazon MP3.

O Kindle Fire, é a entrada da Amazon na “guerra” dos tablets.

Veja o video de apresentação do Kindle Fire:


A Apple com o iPad é líder mundial nos tablets, e continuará a ser.  Jeff Bezos sabe disso, o que justifica uma abordagem da Amazon muito diferente de outros players neste mercado.

Onde não vale a pena desafiar a Apple é no equipamento (hardware). A Apple é geneticamente uma empresa de hardware, e a sua competitividade na relação preço/qualidade do iPad são neste momento imbatíveis. E por isso, a opção acertada de Jeff Bezos em fazer um tablet com o sistema operativo Android do Google (mas que está muito bem disfarçado) e uma forte e diferenciadora aposta nos conteúdos.

Jeff Bezos, sabe que o conteúdo vai continuar a ser Rei na Era Digital, e a Amazon já distribui conteúdos (eBooks, música, filmes, jornais, revistas e recentemente aplicações para o sistema operativo Android), associado aos serviços de alojamento e sincronização na nuvem (cloud computing) que integrado com as suas aplicações colocam a Amazon a competir de igual para igual com a Apple.

Assim, o Kindle Fire não precisava de ser uma cópia do iPad. O objectivo é aumentar as vendas on-line de conteúdos digitais, é este o core de negócio da Amazon, e Jeff Bezos não se distrai a tirar os “olhos da bola”, como acontece com muitos…

Por isso, o Kindle Fire é um tablet simples, apenas com wi-fi e sem câmara nem microfone (veja as características técnicas aqui), a um preço imbatível: 199 dólares (147 euros).

E o mercado, percebeu o impacto positivo das novidades apresentadas hoje e as acções da Amazon (NASDAQ: AMZN) fecharam a sessão a cotar nos 229,71 dólares, a subir 2,45% em tendência contrária ao índice NASDAQ que desceu 2,17%.

A Apple tem razões para estar preocupada? Sim, é um “pontapé nas canelas”. Não pelo equipamento em si, mas pela integração de conteúdos e serviços que vai disponibilizar.

E a Samsung, Sony, HTC, Motorola, RIM, Lenovo, etc? Sim, é um verdadeiro “Soco no estômago”. O Kindle Fire pode mesmo fazer “arder” alguns destes players no mercado dos tablets.

E a Microsoft? O gigante está adormecido! O anunciado sistema operativo Windows 8, que podia ser o “pão para a boca” de muitos fabricantes de hardware neste mercado dos tablets só vai ficar disponível para meados de 2012… quantos vão “arder”? E depois de o Google concretizar a compra da Motorola? Steve Balmer, o “funil” está a apertar e se o objectivo é ficar na “Liga dos Campeões”, era melhor “comprar ontem” a RIM, a Hulu, o Spotify e a Lulu.

E o Google? Deve estar confuso… ora o sistema operativo Android está no Kindle Fire, isso é bom… para a Amazon que o adaptou à sua maneira e não teve que pagar licenças pois é gratuito. No limite, a Amazon vai promover venda de aplicações Android na sua loja, isso vai dar receitas aos developers e … à Amazon 🙂
Bem, mas o Google, afinal é uma empresa cuja maior fonte de receita é a publicidade. Pode ser que os editores e developers incluam as nossas soluções de publicidade… A Amazon, também já está neste negócio de publicidade (de forma tímida, mas com um “pé na porta”).

Certamente, que na cabeça de Larry Page, Sergey Brin, Eric Schmidt e até mesmo Jeff Bezos pode haver vontade de “namorar” para mais tarde “casar” 😉
Vale a pena recordar, que Jeff Bezos foi um dos investidores inciais do Google com um investimento de 250 mil dólares…

Quase que me esquecia de uma novidade! O browser para o Kindle Fire o Silk, um browser super-rápido que aproveita todo o poder da “nuvem” da Amazon 🙂
Esta “novidade” foi certamente a que mais chateou o Google.
Ora, achavam que o Jeff Bezos ia dar Cookies ao Chrome? E o poder do CRM e data mining da Amazon ao qual sempre nos habituámos? 🙂

É expectável que o Silk em breve esteja disponível para outros sistemas operativos (Windows, MacOS e iOS).

Veja o video de apresentação do Silk:

 

 

Tagged with: