Voltar ao topo

Apple e Google na disputa pelos direitos da Premier League

De acordo com o jornal inglês Daily Mail, a Apple e o Google podem estar a avaliar a compra de direitos de transmissão da Premier League (Liga de futebol Inglês).
A confirmar-se este rumor, é a entrada dos gigantes tecnológicos nos conteúdos (tal como já aconteceu com os operadores de telecomunicações no passado).
Os grupos de Media Sky (de Rupert Murdoch), ESPN (Disney) e Al Jazeera estarão também na corrida para a compra destes direitos.

Com a entrada no “leilão” dos gigantes tecnológicos Apple e Google a expectativa é que o valor por estes direitos de transmissão possa ultrapassar bastante o valor de 1.782 milhões de libras pago em 2009, pela SkySports e ESPN pelos direitos de transmissão de 2010 a 2013.

A aposta no mercado de televisão (equipamento) e distribuição de conteúdos da Apple e Google, são a justificação para a avaliação deste negócio.

A Apple TV (de segunda geração), já permite o acesso aos conteúdos (transmissão em directo e on demand) das ligas norte-americanas: NBA (National Basketball Association), NHL (National Hockey League) e MLB (Major League Baseball).

Este interesse da Apple, vem confirmar o reforço na aposta de televisão com um novo dispositivo que o mercado (investidores e consumidores) esperam que aconteça durante este ano.

E claro, que o Sir Jony Ive – Vice-Presidente Senior da Apple para o design industrial não gostaria de ser “obrigado” a ver a Premier League numa Google TV 😉


Relacionados:
Descobrimentos 2.0

Author avatar
Nuno Ribeiro
Country Manager da agência de inovação FABERNOVEL. Autor do livro Gerir na Era Digital (2011). Licenciado em Economia pela Universidade Católica de Lisboa, onde também concluiu um curso avançado de Gestão de Empresas Tecnológicas e uma pós-graduação em Gestão de Media e Entretenimento. Diretor a unidade Negócio Multimédia do grupo Controlinveste (2008 a 2012). Diretor da unidade de negócios de Internet do grupo Cofina Media (1999 a 2008). Consultor do secretário de Estado da Comunicação Social para a área digital (1997 a 2002).
We use cookies to give you the best experience.