Etiqueta: Apple TV

Apple: Resultados históricos 20 mil milhões de receitas no trimestre

A Apple apresentou ontem os resultados do trimestre (que coincide também com o final do ano fiscal), e os resultados apresentados são históricos e acima das estimativas dos analistas. As receitas do trimestre ultrapassaram os 20,34 mil milhões de dólares e os lucros 4,3 mil milhões de dólares. As vendas dos equipamentos da Apple, apresentaram também valores históricos no trimestre com o iPhone a liderar o número de unidades vendidas com 14,1 milhões, 9 milhões de iPods, 4,19 milhões de iPads (abaixo das expectativas de 4,81 milhões, por falta de capacidade da produção corresponder à procura) e 3,89 milhões de Macs (que já conquistou 10% de quota de mercado de computadores nos Estados Unidos) e 250 mil Apple TV (valor revelado durante a sessão de perguntas e respostas).

A cotação das acções da Apple (NASDAQ: AAPL) antes da apresentação de resultados atingiram, no final da sessão de bolsa de ontem, o valor também histórico de 318 dólares por acção (uma valorização de 69,1% no ano), que se traduz no valor de mercado de 290 mil milhões de dólares colocando a Apple cada vez mais próxima de se tornar a maior empresa do mundo.
Depois do entusiasmo sobre a expectativa (e especulação) dos últimos dias amanhã a cotação apresenta no pré-mercado uma tendência de descida (de mais de 6%).

Em declarações ao canal Bloomberg, Brian Marshall da Gleacher & Company, mantêm a recomendação de compra com um price target de 345 dólares nos próximos 12 meses:

Na próxima quarta (às nossas 18 horas), o anunciado evento: “Back to the Mac”  onde se espera a apresentação do novo sistema operativo OS X e o do novo MacBook Air vão certamente animar positivamente a cotações da Apple.

Análise de resultados no trimestre (Q4 Homólogo) – 2010 Vs 2009

Dólares
2010 (Setembro)
2009 (Setembro)
Variação
Receitas (Mil Milhões)
20.343
12.207
+ 66,65%
Lucro (Mil Milhões)
4.308
2.532
+ 70,14%
Lucro por Acção
4,71
2,532
+86,02%

Análise de resultados no trimestre Q 4 Real Vs Estimativas

Dólares
2010
2010 (Estimativa)
Variação
Receitas (Mil Milhões)
20.343
14.750
+ 13,02%
Lucro por Acção
4,71
3,44
+36,92%

Acumulado do ano (Doze Meses – homólogo) – 2010 Vs 2009

Dólares
2010
2009
Variação
Receitas (Mil Milhões)
65.225
42.905
+52,02%
Lucro (Mil Milhões)
14.013
8.235
+ 70,16%
Lucro por Acção
15,41
9,22
+67,14%

Como habitualmente, os resultados foram apresentados pelo CFO – Petter Oppenheimer e o COO – Tim Cook. Mas com resultados tão expressivos Steve Jobs não resistiu e também esteve presente nesta apresentação de resultados histórica onde foi ultrapassada a barreira dos 20 mil milhões de dólares de facturação num trimestre.

E claro, Steve Jobs não resistiu a fazer a análise, retirar conclusões, provocar com truques Ninja os concorrentes 🙂 e a deixar recados aos programadores, editores e accionistas. Aqui ficam as mais relevantes:

Sobre a RIM e a quota de mercado dos Blackberry:

We’ve now passed RIM, and I don’t see them catching up with us.

Sobre o número de activações de Android e aplicações disponíveis:

What about Google? Activating 200,000 Android devices per day, and 90,000 apps in App store. Apple activated about 275,000 iOS devices per day over past 30 days, with peak around 300,0000 on some of those days. With 300,000 apps on App Store. No solid data for Android phone shipments. Google loves to characterize Android as open, and iOS and iPhone as closed. We find this a bit disingenuous.

Apple: Novos iOS, iPods, iTunes 10 (Ping) e Apple TV

Hoje, Steve Jobs desvendou as novidades da Apple na apresentação de hoje – Veja no site da Apple a apresentação.

A apresentação começou com Steve Jobs a elogiar a presença do seu “compincha” (crime partner), Steve Wozniak (co-fundador da Apple), a quem pediu que se levantasse e foi aplaudido pela plateia. Desta forma passou  a mensagem interna e ao mercado sobre o possível mau relacionamento entre ambos...

Depois, de mostrar fotos das novas lojas em França-Paris, China – Xangai e Inglaterra-Londres explicou a importância que a rede de 300 lojas em 10 países, (que em momentos e pico chegam a ter um milhão de visitantes por dia) e a sua capacidade de captar novos compradores do primeiro Mac que desta forma se juntam à “família Apple” 🙂

E explicou a forma como o sistema operativo iOS cresceu e revolucionou a área móvel, com mais de 120 milhões de equipamentos móveis (iPhone, iPod Touch e iPad). E sobre os números de activações por dia, que têm sido divulgados por alguns dos concorrentes (como é o caso do Google em relação ao Android com as mais de 100 mil novas activações por dia), Steve Jobs decidiu “esmagar” os concorrentes divulgando que tem mais de 230 mil activações NOVAS por dia (sem contabilizar actualizações, como julga que estão a fazer alguns dos “amigos”/concorrentes estão a fazer).

Seguem-se as novidades:

Read More

Apple: Apresentação da nova Apple TV, novo iPad Mini e novos iPod Touch a 7 de Setembro

Nos últimos dias os rumores sobre os próximos lançamentos da Apple têm aumentado, e a cotação das acções  (NASDAQ:AAPL), desceram cerca de 5,19% nos últimos 6 dias. Ontem, depois de ter iniciado a sessão a descer para os 238,45 dólares (o valor mais baixo desde Abril) , recuperaram à medida que foi ganhando credibilidade que no dia 7 de Setembro a Apple irá apresentar novos produtos.
Steve Jobs prometeu quando apresentou iPad em Janeiro, que este seria um ano com muitos produtos, e até agora já lançou: Ipad, iPhone 4, novos Mac e Magic Trackpad.
No software, a actualização do sistema operativo iOS e um novo serviço que marca a entrada no mercado da publicidade com o iAd (que estou certo não será apenas para a área mobile…).

O que motivou a recente descida da cotação da Apple?
1) A rápida valorização que o título levou muitos investidores e especuladores a venderem com o objectivo de realizarem mais-valias de curto prazo.

2) Receio das expectativas sobre a performance dos resultados futuros da Apple
– O aumento da concorrência nos equipamentos de telemóveis com muitos fabricantes a adoptarem o sistema operativo Android.
– O expectável aumento de novos equipamentos tablet para concorrer com o iPad (como é o caso dos anunciados Blackberry Tablet e do Samsung Galaxy Tab).
– A anunciada entrada do Google no software de set-top box TV com a Google TV para concorrer com a Apple TV

O que vai ser anunciado no dia 7 de Setembro?

Read More

“Fast forward” substitui “zapping” na TV

No final do mês passado, a Nielsen divulgou um estudo onde revela que, neste momento, quase um terço dos lares norte americanos possui DVR – Digital Video Recorder (gravadores digitais de vídeo). Não há dados disponíveis sobre o mercado português, mas não é difícil de adivinhar que ainda estamos longe de chegar a um terço dos lares, como nos EUA.

Ainda assim, é perceptível, o aumento dos alugueres das ZON BOXMEO BOX ou TV BOX do Clix e o aumento de vendas de computadores com Windows Media Center/Vista nos últimos meses.

A cada vez maior utilização destes equipamentos, leva-nos a reflectir sobre os hábitos de consumo de conteúdos de TV em formato broadcast e, consequentemente, no modelo de publicidade em TV.
Uma das conclusões do estudo da Nielsen, é que os DVRs aumentaram o consumo de conteúdos TV/Vídeo pela conveniência de poder decidir o que ver e quando.

Com isso, há dois impactos imediatos:
– O fim do prime time (não preciso de estar junto à TV no momento em que está a ser difundido o programa).

– Os blocos publicitários passam a ser vistos em fast forward.

Os equipamentos vão continuar a evoluir e vale a pena perceber as funcionalidades, por exemplo do TIVO e AppleTV, para concluir que a convergência de Meios é já uma realidade.

Internet com mais video ou televisão mais interactiva?

Mal surgiu a Internet, logo se percebeu que seria uma plataforma universal onde todo o tipo de dados poderiam proliferar em prol da comunicação mundial.
Uma das aplicações que marcou o arranque e que abriu caminho, em 1995, foi o Real Audio que levou muitas rádios a entrarem no ciberespaço, resolvendo mesmo problemas de alvarás, como era o caso da mítica britânica e “sempre” pirata Radio Caroline.