Amazon está a preparar serviço de over-the-top TV?

  • A Amazon comprou os direitos de transmissão de 10 jogos da NFL por 50 milhões de dólares. Uma vez que os conteúdos desportivos têm o poder de “agarrar” os espectadores à TV em direto, será este o ponto de partida para um futuro serviço de over-the-top TV com conteúdos desportivos exclusivos?
  • O negócio poderá ser também uma grande oportunidade para impulsionar o seu negócio de publicidade, bem como atrair mais subscritores do programa Amazon Prime.
  • Os termos de distribuição deste negócio podem constituir ainda uma pista sobre como os conteúdos de desporto serão distribuídos no futuro: as ligas desportivos estão a tentar distribuir os seus jogos no maior número de canais digitais possível.

A Amazon comprou os direitos de transmissão de 10 jogos da NFL, por 50 milhões de dólares, que estarão acessíveis, exclusivamente, aos membros do programa Amazon Prime.

Com este acordo, a gigante de e-commerce pagou mais 40 milhões do que o Twitter (que  perdeu, agora, os direitos de transmissão dos jogos da NFL). No entanto, há que destacar que a Amazon tem uma filosofia diferente de outras empresas tecnológicas e de Media, estando disposta a pagar mais por direitos de transmissão de TV se isso impulsionar a venda produtos através do programa Amazon Prime. E… tem sempre uma visão a longo prazo!

Este negócio poderá representar um catalisador das suas ambições na área dos conteúdos de desporto e de TV. Os jogos da NFL poderão aumentar o número de subscritores do Amazon Prime (estima-se que a Amazon tenha 66 milhões de membros Prime) e compensar os 50 milhões de dólares investidos na compra destes direitos. Além disso, este é mais um passo rumo à concretização do objetivo da gigante de e-commerce em tornar-se num distribuidor premium de conteúdos de desporto em direto.

amazon_prime

Uma vez que os conteúdos desportivos se tornaram extremamente valiosos, dado que têm o poder de “agarrar” os espetadores à TV em direto, será este o ponto de partida da Amazon para a criação de um serviço de over-the-top TV, semelhante à YouTube ou DirectTV Now?

Seja como for, a nova oferta da Amazon permite à gigante diferenciar-se do Netflix, que, nos últimos anos, tem investido centenas de milhões na produção de conteúdos originais.

Outro dado importante é o facto dos jogos Sunday Night Football e da NBA serem passíveis de adquisição dentro de alguns anos, quando terminarem os contratos de exclusividade, sendo que Amazon, Apple ou Facebook são apontados como potenciais candidatos a vencer a “corrida” à aquisição destes conteúdos de elevado valor.

Alimentar o império escondido da publicidade 

A cobertura que a Amazon vai fazer dos jogos da NFL incluirá a venda de anúncios, o que poderá também ser uma grande oportunidade para impulsionar o seu negócio de publicidade, que, como já aqui mencionámos, é um império escondido. Até porque as empresas tecnológicas têm  alguma vantagem sob os Media tradicionais no que toca a algoritmos de publicidade em TV.

Os termos de distribuição neste negócio podem constituir ainda uma pista sobre como os conteúdos de desporto serão distribuídos no futuro. A Amazon não tem os direitos exclusivos de transmissão destes jogos, a CBS e a NBC vão fazer a distribuição em canais online; e Verizon aos seus subscritores wireless. Ou seja, as ligas desportivas parecem estar a tentar distribuir os direitos de transmissão dos seus jogos no maior número de canais digitais possível.

Tagged with: