DESTAQUES GAFANOMICS® [30/JUN/2017]

patricia

Por: Patrícia Silva, Gestora de Comunicação e Marketing na FABERNOVEL INNOVATE Lisboa

“Destaques GAFAnomics®” é uma compilação dos artigos mais importantes partilhados internamente pela equipa da FABERNOVEL. Encontrará nesta morning toast as últimas novidades da Network Economy. 

Google multada pela Comissão Europeia

google_CEA Comissão Europeia (CE) multou, em 2,7 mil milhões de dólares, a Google por abuso de domínio de mercado. Aparentemente, a empresa favoreceu o serviço de comparação de preços do Google Shopping nos resultados mostrados aos utilizadores.

A CE está a deixar claro que não está disposta a permitir o aproveitamento de uma posição dominante por parte dos gigantes digitais. Esta é considerada a multa mais pesada aplicada pela política de antitrust europeia. O valor equivale a aproximadamente 10% dos mais de 26 mil milhões de dólares de receitas captadas pela Alphabet, empresa-mãe da Google, no quarto trimestre de 2016.

Na nova economia, as regras de competição estão a mudar à medida que os gigantes aproveitam a sua supremacia. Como pode, então, ser regulamentada a GAFAnomics? Sugiro-lhe a leitura do artigo do nosso colega Kevin Echraghi sobre este tema. 

Publicidade digital da Amazon não pára de crescer…

amazon_publicidadeNos últimos anos, Google e Facebook têm estado em grande destaque no evento Cannes Lions pelos seus negócios de publicidade digital. Mas este ano, mais uma empresa esteve no centro do debate: a Amazon.

O negócio de publicidade online da gigante de e-commerce tem crescido a um ritmo acelerado e pode vir a constituir uma verdadeira ameaça ao Google, Facebook, agências e centrais de compra de publicidade e aos Media.

Porque é que a Amazon pode ser um império escondido da publicidade digital? É, muito provavelmente, a empresa que mais sabe sobre os hábitos de compra dos consumidores online e offline (onde compram, o que compram, com que frequência…).

Facebook: 2Mm de utilizadores e uma nova missão

facebook_users .pngO Facebook anunciou que atingiu os 2 mil milhões de utilizadores ativos por mês (25% da população mundial e mais de metade dos utilizadores de Internet).

Ao aplicar a visão clássica dos GAFA (Google, Apple, Facebook e Amazon), que alia a ciência dos dados à obsessão por ir ao encontro das necessidades dos consumidores, o Facebook construiu uma base gigantesca de utilizadores e assume um papel central no seu dia-a-dia.

À medida que a base de utilizadores cresce, a empresa apresentou uma nova missão: “Bring the world closer together”. Os 2 mil milhões de utilizadores conquistados podem, agora, representar uma alavanca para atingir o objetivo de juntar os seus utilizadores em torno de “comunidades com um propósito”. Promover a adesão destes utilizadores a estas comunidades pode potenciar posts de maior qualidade, o que, por sua vez, pode encorajar os utilizadores a passar mais tempo na plataforma, atenuar preocupações da empresa em relação a conteúdos de violência/discriminação e impulsionar o seu negócio de publicidade.

Serviço de streaming de música da Tesla a caminho?

tesla_streaming_musicAo que tudo indica, a Tesla está interessada em criar o seu próprio serviço de streaming de música. Para o fabricante de automóveis, esta pode ser uma forma de continuar a rentabilizar os seus veículos e de promover um ecossistema privado que poderá ser diferenciador.

Todos os novos veículos da Tesla já possuem o hardware de que necessitam para se tornarem autoguiados e foram concebidos especificamente para tirar vantagem desta transformação antecipada. À medida que os veículos caminham para uma total autonomia, o entretenimento dentro do automóvel passará a ser uma nova “batalha” para as empresas.

Para a Tesla, um serviço de streaming pode ser uma estratégia interessante. A empresa irá, no entanto, concorrer com serviços pré-existentes como o Spotify, Apple Music ou Pandora, que já oferecem vastos catálogos de música e têm bases sólidas de utilizadores e subscritores.

Tagged with: