Venmo e Square lançam cartões de débito

  • Startups fintech estão a criar soluções físicas para pagamentos em loja.
  • Os novos players não hesitam em ajustar, enriquecer e personalizar as suas ofertas para ir ao encontro das necessidades dos utilizadores.

As plataformas digitais vieram revolucionar a forma como as transferências peer-to-peer (P2P) são feitas. A conveniência de serviços como a Venmo (subsidiária pelo PayPal) e a Square Cash, dois dos maiores players fintech no segmento de pagamentos P2P, permitiram a estas plataformas escalar consideravelmente as suas bases de utilizadores e agora começar a adicionar novos serviços.

Estas nativas digitais estão agora a fazer um movimento, aparentemente, contra-intuitivo ao lançar produtos físicos: cartões de débito que permitem fazer pagamentos em lojas com os fundos existentes nas contas criadas nestas duas plataformas.

O motivo? Os pagamentos em loja com cartões (ainda) são substancialmente mais populares do que qualquer forma de transferência P2P. Oferecer um cartão tradicional poderá ajudar os utilizadores a criar hábitos de utilização do serviço para pagamentos em loja e atrair novos utilizadores para a Venmo e Square Cash.

Isto mostra que os novos players não hesitam em ajustar, enriquecer e personalizar as suas ofertas para ir ao encontro das necessidades dos utilizadores.

Jack Dorsey, fundador do Twitter e da Square, apresentou o novo cartão da Square Cash. Um cartão Visa que permite personalizar a assinatura que surge na parte frontal (podem até ser utilizados emojis).

Para além de ser uma forma de rentabilizar os seus serviços (cobrando uma taxa aos retalhistas onde os cartões são utilizados).

Recentemente, a Apple adicionou ao iMessage a funcionalidade de transferências P2P, representando uma ameaça a estes players fintech. A Apple beneficia sobretudo do ecossistema: o seu serviço de pagamentos P2P oferece uma experiência mais fluída, da mesma forma que o iMessage simplifica a comunicação entre utilizadores de produtos da Apple.

Tagged with: