Bem-vindo à “cow-sharing economy”

  • A Crowd Cow criou uma plataforma online que elimina intermediários na venda de carne.
  • A startup atingiu um volume de vendas de mil milhões de dólares em menos de 2 anos.

A Crowd Cow está a utilizar o crowdsourcing para disromper o mercado de venda e distribuição de carne bovina, através de um modelo de negócio on-demand, no qual o seu produto é adquirido diretamente aos produtores de gado.

A startup de Seattle desenvolveu uma plataforma online que permite selecionar e adquirir perto de 60 cortes de carne de vaca. Os utilizadores registados na plataforma recebem um alerta sempre que há um novo “evento” de venda e, assim que todos os cortes são comprados, a carne é enviada diretamente para casa dos clientes.

Para viabilizar o seu negócio, a Crowd Cow formou parcerias com dezenas de criadores de gado independentes nos Estados Unidos, eliminado intermediários. Desta forma, potencia a oferta de um produto premium a preços mais reduzidos.

A startup está a apostar num modelo que prima pela transparência do produto, assente na crescente preocupação dos consumidores em relação aos alimentos e na procura por produtos premium. Os animais são alimentados no pasto durante todo o seu ciclo de vida, por exemplo, e a startup diferencia-se também com uma raça bovina japonesa rara (Wagyu).

Além disso, todos os cortes são selados, congelados e catalogados com um código de barras e através de um algoritmo é indicada qual a quantidade necessária de gelo seco que deve ser colocada em cada caixa.

Em menos de 2 anos, a Crowd Cow atingiu um volume de vendas de mil milhões de dólares e estima conseguir uma receita de pelo menos 7 milhões este ano.

Tagged with: