Flux, o “adeus” às faturas em papel

  • A Flux está a desmaterializar as faturas, através de uma funcionalidade integrada nas apps de bancos.
  • A solução da startup permite conhecer melhor os hábitos de compra offline e o consumidor.

A startup britânica Flux criou uma plataforma de software para desmaterializar as faturas. A tecnologia visa preencher o gap de informação sobre os produtos e serviços adquiridos e a informação que é mostrada no extrato bancário.

Para ganhar escala mais rapidamente, a startup está a criar parcerias com bancos, incluindo o Barclays, Starling Bank e o banco digital Monzo, e com retalhistas como a EAT e a Bel Air & Taylor St. A ideia é que os bancos parceiros integrem este serviço como uma funcionalidade dentro das suas próprias aplicações de mobile banking e sempre que o cartão bancário é utilizado as informações detalhadas de cada produto comprado são anexadas.

A Flux integra também um programa de fidelização que cruza com as faturas digitais,flux permitindo aos retalhistas eliminar cupões e tornar a experiência mais fluída. Desta forma, mantêm um contato direto com os clientes, mais íntimo, podendo enviar notificações personalizadas com ofertas de produtos ou descontos, por exemplo.

Apesar do crescimento do e-commerce, mais de 300 mil milhões de faturas são impressas todos os anos e 88% das transações ainda ocorrem offline, no Reino Unido. Ao desmaterializar as faturas, a Flux permite captar um volume considerável de dados granulares relevantes sobre os hábitos de compra offline e conhecer melhor o consumidor.

 

Tagged with: