Amazon cruza análise de voz e envio de medicamentos

  • A Amazon pode estar a preparar uma nova versão da sua assistente virtual que identifica quando os utilizadores estão doentes e permite encomendar medicamentos.

 

A Amazon patenteou uma nova versão da sua assistente virtual, Alexa, capaz de reconhecer, automaticamente, quando um utilizador está doente e fazer a sugestão de medicamentos. As conclusões com base na interação por voz com os dispositivos da Amazon que integram a Alexa (identifica-se a existência de rouquidão na voz, tosse…).

Através destes dados, a Amazon sugere a encomenda de medicamentos, como pastilhas para a tosse, por exemplo. A empresa pode cruzar esta experiência com a compra da PillPack, uma farmácia online que faz toda a gestão das receitas médicas e envio dos medicamentos para os clientes.

É possível também que a empresa venha a incluir um sistema de monitorização de emoções centrado na Alexa, em que a assistente virtual é capaz de identificar, através de tecnologia de análise da voz, se o utilizador está aborrecido, cansado ou a chorar. Com isto, pode fazer sugestões relevantes com base no seu estado de espírito.

A Amazon pode vir ainda a impulsionar o seu negócio de publicidade digital, ao segmentar anúncios com a ajuda da análise de emoções (um cantor pode pagar para que as suas músicas sejam ouvidas apenas por utilizadores identificados como estando cansados ou aborrecidos.

 


Se a transformação na indústria da saúde é importante para a sua empresa, contacte a FABERNOVEL:

Tagged with: