Novartis: de medicamentos à gestão da saúde

  • A Novartis e a Pear Therapeutics lançaram uma app complementar ao tratamento de pacientes dependentes de drogas.
  • A reSET é prescrita por médicos e permite-lhes monitorizar os dados em tempo real.

 

A Novartis e a Pear Therapeutics lançaram uma app, que os médicos podem prescrever, para apoiar no tratamento de dependentes de drogas. A reSET é um programa de 12 semanas, baseado numa terapia cognitivo-comportalmental, através da qual os utilizadores podem auto-reportar, de forma interativa, o seu estado e comportamentos.

Todos os dados estão acessíveis aos médicos, através de um dashboard, para que possam monitorizar o progresso. Esta é uma forma de aumentar a transparência e fortalecer a interação médico-paciente durante as consultas offline.

A app disponibiliza 61 unidades de terapia, incluindo aulas, exercícios para melhorar conhecimentos e quizzes. Quando completam aulas, os utilizadores recebem um feedback encorajador, gift cards ou prémios, se o resultado para consumo de drogas for negativo.

A reSET tem um foco educativo (fornece mecanismos para aprender a evitar situações que estimulam o consumo, saber como recusar drogas, etc), de forma a promover uma alteração de comportamentos e incentivar a ausência de consumo.

Através do digital, a Novartis está a reforçar o investimento em tratamentos que vão para além dos medicamentos, mais centrados na gestão da própria saúde. Além da reSET, a farmacêutica tem vindo a desenvolver também aplicações para o tratamento de pacientes com esquizofrenia e esclerose múltipla.

 


A transformação na indústria da saúde é importante para a sua empresa? Contacte a FABERNOVEL:

Tagged with: