Investigadores testam criação de madeira em laboratório

  • Investigadores do MIT estão a utilizar células de plantas para criar, em laboratório, uma estrutura semelhante à madeira. 
  • Esta ideia futurista prevê a manipulação de células de plantas para que se transformem num material com o formato desejável, como uma mesa, por exemplo.

Subscreva o nosso podcast em:
Apple Podcasts | Spotify | Google Podcasts | TuneIn

Depois da carne produzida em laboratório a partir de células de animais, investigadores do MIT estão a tentar aplicar uma fórmula semelhante para criar biomateriais, como madeira e fibras.  

O método baseia-se na criação em laboratório de estruturas feitas a partir de células de plantas, de forma a criar alternativas mais eficientes ao tradicional corte e transporte de árvores.

Os primeiros testes foram feitos com uma amostra de células extraídas de folhas de zínia, para criar uma estrutura rígida semelhante à madeira. 

Esta ideia futurista prevê a manipulação de células de plantas para que se transformem num material com o formato desejável, como uma mesa, por exemplo. 

Embora ainda estejamos longe desta realidade, esta investigação é um possível ponto de partida para uma abordagem inovadora à produção de biomateriais, que pode permitir reduzir o impacto ambiental da exploração florestal e da agricultura. 

 


Se a transformação na indústria de sustentabilidade é importante para a sua empresa, contacte a FABERNOVEL:

    Author avatar
    FABERNOVEL
    A FABERNOVEL é uma agência de inovação nativa digital que ajuda as grandes organizações a construir o futuro das suas indústrias, à velocidade das startups. Com uma abordagem centrada no utilizador, acompanhamos a concepção, a prototipagem e o teste de produtos e serviços inéditos, bem como na implementação de estratégias inovadoras, novos modelos de negócio, novas experiências físicas e digitais. Com escritórios em: Paris, Lisboa (Estoril), São Francisco, Shanghai, Singapura, Casablanca e Beirute.
    We use cookies to give you the best experience.