• A Embryonics desenvolveu um algoritmo que prevê a probabilidade de sucesso em implantar um embrião saudável, através da análise de imagens de embriões em desenvolvimento.
  • A startup já submeteu pedidos para o reconhecimento do tratamento pelas entidades reguladoras na Europa e nos Estados Unidos.

Subscreva o nosso podcast em:
Apple Podcasts | Spotify | Google Podcasts | TuneIn

Aumentar a taxa de sucesso da fertilização in vitro com o apoio de inteligência artificial é a missão da Embryonics. Esta startup israelita desenvolveu um algoritmo que prevê a probabilidade de sucesso em implantar um embrião saudável, através da análise de imagens de embriões em desenvolvimento durante o tratamento. 

Num teste inicial de avaliação da eficácia do algoritmo, que abrangeu 11 mulheres, 6 ficaram grávidas e outras 5 aguardam resultados, de acordo com a startup.

Depois deste teste, a Embryonics prepara-se para lançar no mercado o primeiro produto, o Ubar, que permite identificar os embriões saudáveis. Neste momento, a startup já submeteu pedidos para ser reconhecida pelas entidades reguladoras na Europa e nos Estados Unidos.

Para termos uma ideia da dimensão do mercado de fertilização in vitro, em 2019 atingiu os 18 mil milhões de dólares e em 2027 estima-se que vá atingir perto de 38 mil milhões de dólares

Tendo como investidor a Autoridade para a Inovação de Israel, a Embryonics já captou um investimento de 4 milhões de dólares, desde que foi fundada em 2018.


Se a transformação na indústria de saúde é importante para a sua empresa, contacte a FABERNOVEL: