Fujifilm prevê aparecimento da doença de Alzheimer

  • Um algoritmo da Fujifilm permite prever o aparecimento da doença de Alzheimer, com uma antecedência de dois anos. 
  • Destinada sobretudo a doentes que apresentam um défice cognitivo ligeiro, o algoritmo faz a análise com base em ressonâncias magnéticas.

Mais conhecida pelas máquinas fotográficas e equipamentos de eletrónica, a Fujifilm está também​ ​a dar cartas na saúde. Um algoritmo de inteligência artificial desenvolvido por esta empresa japonesa vai permitir aos médicos prever o aparecimento da doença de Alzheimer em doentes, com uma antecedência de dois anos. 

Destinada sobretudo a doentes que apresentam um défice cognitivo ligeiro, o algoritmo faz a análise com base em ressonâncias magnéticas para apresentar um resultado final. A análise incide em regiões do cérebro que permitem indicar o início da doença de Alzheimer. 

Construída com base na tecnologia de reconhecimento de imagem da Fujifilm, esta ferramenta de diagnóstico já comprovou a sua eficácia. Os primeiros ensaios clínicos, com pacientes nos Estados Unidos e no Japão, apontaram para um precisão de 88% no diagnóstico

Esta aposta na medicina preventiva pode ser relevante para travar o progresso do Alzheimer e permitir avaliar a resposta aos tratamentos de pacientes que têm uma real propensão para desenvolver a doença. 

Em parceria com o Centro de Neurologia e Psiquiatria do Japão, o objetivo da Fujifilm é que este método de diagnóstico possa também estender-se a outras doenças neurodegenerativas.

Subscreva o nosso podcast em:
Apple Podcasts | Spotify | Google Podcasts | TuneIn

Veja as mais recentes novidades nos nossos media sociais:
facebook twitter instagram youtube linkedin telegram

author

A Instinct to Innovate é uma agência de inovação nativa digital que ajuda as grandes organizações a construir o futuro das suas indústrias, à velocidade das startups. Com uma abordagem centrada no utilizador, acompanhamos a concepção, a prototipagem e o teste de produtos e serviços inéditos, bem como na implementação de estratégias inovadoras, novos modelos de negócio, novas experiências físicas e digitais.