• O Dirt é um projeto de media que se financia através de NFTs, que cria e vende em plataformas como a OpenSea. 
  • Este modelo esbate as barreiras entre um subscritor e um investidor.

Nasceu no digital e é um dos primeiros projetos de media a financiar-se através da venda de NFTs, ou seja, ativos digitais únicos verificados por blockchain. Falamos da Dirt, uma newsletter dedicada ao entretenimento e à cultura, que nasceu na plataforma Substack. 

Os NFTs criados pela Dirt  podem ser comprados através de plataformas como a Mirror e a OpenSea e os compradores recebem tokens que dão acesso a conteúdos exclusivos. 

Esbatendo as barreiras entre um subscritor e um investidor, a Dirt gerou mais de 100 mil dólares, o que resulta numa receita média de 500 dólares por utilizador.

No caso de os compradores decidirem vender os seus ativos digitais no mercado secundário, a Dirt recebe sempre uma comissão entre 10 a 20% por cada transação.

Estas receitas são utilizadas para financiar a empresa, remunerando os escritores freelancers que produzem conteúdos para esta newsletter diária. 

Desde que foi fundada em 2021, a Dirt captou 1.2 milhões de dólares de investidores como a Collab+Currency, Offline Adventures, Flamingo DAO e Spice Capital.

 

🎧 Pode subscrever o nosso podcast em:
Apple Podcasts | Spotify | Google Podcasts | TuneIn