Glossier: bem-vindo ao “comércio emocional”

  • A Glossier, uma startup de produtos de cosmética nativa do digital, está a estender a sua presença no mundo físico.
  • A nova loja da startup baseia-se num “comércio emocional”, centrado na interação social, storytelling e na construção de uma comunidade de embaixadores da marca.

 

Criar uma experiência de retalho físico tornou-se uma parte fundamental da estratégia de crescimento a longo prazo dos players nativos do digital. É o caso da Glossier, uma startup de produtos de cosmética, com um modelo direct-to-consumer.

A startup abriu uma nova loja, com um conceito de “comércio emocional”, centrada na interação social, storytelling e no crescimento da comunidade de embaixadores da sua marca.

A Glossier Flagship é um espaço social, onde os clientes podem interagir, entre si e com o staff, e experimentar os vários produtos de beleza da marca. Os expositores, por exemplo, são customizáveis, para facilitar a descoberta de produtos.

A loja inclui uma área específica com lavatórios, criada com o objetivo de melhorar a experiência de experimentação de produtos e para promover um ambiente confortável, semelhante ao de uma habitação. A startup criou também uma área com instalações artísticas, de forma a incentivar os clientes a tirar fotografias e gerar conteúdos para os media sociais.

A Glossier desenvolveu um sistema próprio para o ponto de venda, que lhe permite estabelecer uma ligação “aumentada à marca” e uma visão única do cliente. Através deste sistema,  os canais online e offline são cruzados: é possível inciar uma compra em loja e concluí-la online, por exemplo.

Este sistema permite também ao staff ter acesso, em tempo real, a dados sobre os clientes e, com isso, prestar um atendimento mais personalizado.


A transformação na indústria do retalho é importante para a sua empresa? Contacte a FABERNOVEL:

Tagged with: