Scroll to top

iLoF: transformação nos ensaios clínicos

  • A iLoF é uma startup de biotecnologia portuguesa que tem como objetivo transformar os ensaios clínicos na área de doenças neurodegenerativas.
  • Um teste ao sangue permite detetar o perfil biológico de cada um e assim ajudar as farmacêuticas a personalizar tratamentos.

O Alzheimer afeta, segunda a Organização Mundial de Saúde, 50 milhões de pessoas em todo o mundo… e nem sempre é fácil investir nesta área. A iLoF é uma startup de biotecnologia portuguesa que tem como objetivo acelerar o recrutamento de pessoas com doenças neurodegenerativas para ensaios clínicos.

A startup desenvolveu um teste que, através de uma simples amostra de sangue, cria uma impressão digital do perfil biológico de cada doente para ajudar as farmacêuticas a recrutar as pessoas certas para os ensaios clínicos, de forma rápida, eficiente e pouco invasiva.

A análise é feita através de fotónica e recorre a inteligência artificial, permitindo uma redução de 70% do tempo necessário para classificar os doentes elegíveis para o ensaio e a redução de 40% nos custos totais dos ensaios clínicos.

Para já, a startup está focada na doença de Alzheimer e está a trabalhar com dois grupos  farmacêuticos. No futuro, planeia também ajudar na área de Parkinson e oncologia.

A iLoF nasceu de um spin-off do INESC-TEC, no Porto, e opera em Portugal e no Reino Unido.

Até agora, já captou mais de 2 milhões de euros, tendo sido premiada pelo Wild Card, um programa de aceleração de projetos promovido pelo EIT Health, o maior consórcio da área da saúde, e vencido o Altice International Innovation Award 2019.


Se a transformação na indústria da saúde é importante para a sua empresa, contacte a FABERNOVEL:

 

Author avatar
FABERNOVEL
A FABERNOVEL é um novo tipo de empresa que promove a inovação e o human-centered design na era digital, para ajudar as grandes empresas a desenvolverem o seu negócio à velocidade de uma startup.
We use cookies to give you the best experience.