Neste Innovation Talk juntamos filosofia e tecnologia, tendo como convidado Hugo Pinto, CEO da Inovaworks e um aficionado da Teoria da Simulação.

J√° l√° v√£o uns¬†anos desde que lemos a Alegoria da Caverna ūüďĖ (escrito no S√©c. IV A.C.) do fil√≥sofo grego Plat√£o‚Ķ muito distante da tecnologia que j√° faz parte do nosso quotidiano. Resumindo, Plat√£o filosofava sobre os prisioneiros de uma caverna, que apenas conseguiam ver as sombras projetadas na parede e que as consideravam ser a realidade.

E se vivermos numa ‚ÄúAlegoria da Caverna‚ÄĚ? ūüėĪ

Em 2016, na Code Conference, Elon Musk respondeu a um participante sobre a possibilidade de vivermos num simulador.

 

Para sustentar ainda mais esta teoria de que a nossa realidade pode ter sido criada e ser gerida por um simulador, o f√≠sico Hong Qin da Universidade de Princeton acabou de desenvolver um algoritmo que consegue prever a √≥rbita planet√°ria ūüĆć e que ser√° em breve aplicado para prever o comportamento do plasma ūü©ł e fen√≥menos naturais ‚õą.

E se isto lhe faz lembrar o filme ūüé• Matrix, est√° certo. N√£o, n√£o se belisque‚Ķ possivelmente isso j√° foi previsto pelo ‚Äúsimulador‚ÄĚ. ūüėú Decida antes, se quer tomar o comprimido azul ou vermelho? ūüėä

 

 

Fica por isso, como sugestão (re)ver a trilogia Matrix.

Bom fim de semana! ūüćŅ¬†

 

SuperToast é um projeto editorial da Fabernovel que distribui o futuro hoje para preparar as empresas para o amanhã.