Akamai e Limelight Networks na “lista de compras”

Na passada semana, em entrevista ao canal económico Bloomberg, a directora geral da Optimum Investment Avisors, Thyara Zerhusen, referiu que a empresa Akamai (NSDQ:AKAM) (líder na distribuição de conteúdos on line), é uma das empresas que pode ser alvo de uma aquisição.

A evolução positiva da cotação das acções na última semana, com uma valorização de 8,23%, podem indicar esse sentimento e já despertou o interesse dos investidores e especuladores.

De facto, há motivos para que alguns gigantes possam estar a avaliar a compra da Akamai.

imagesE qual o interesse para um gigante na aquisição da Akamai?
A Akamai tem uma rede de 65 mil servidores distribuídos por mais de mil empresas de telecomunicações em 70 países garantindo uma boa performance na distribuição de conteúdos. Este é um ponto crítico para garantir o sucesso de negócios on line que necessitam de alta disponibilidade.
A Akamai foi fundada em 1998 e o seu primeiro cliente foi o Yahoo!. Desde então a lista de clientes não pára de crescer, incluindo as maiores empresas mundiais de todos os sectores: Apple, Amazon, BBC, CNet, Google, IBM, Microsoft, Nasa, Sony,…
Hoje, a Akamai tem uma capitalização bolsista de 8,69 mil milhões de dólares.

A que gigantes pode interessar?
Na área das Tecnologias os potenciais candidatos a uma eventual aquisição da Akamai são: Apple, Amazon.com, Google, Microsoft, IBM e Intel.
A Apple está a fazer um investimento estimado em mil milhões de dólares num data center em Maiden que terá uma área de 46 mil metros quadrados (500.000 square feet). Será o maior data center construído até hoje.

A Apple já deu um claro sinal que a estratégia de cloud computuing é uma prioridade, pois uma rede de distribuição será uma “cereja em cima do bolo”. Na Apple certamente que alguém já terá feito as contas da actualização das prestações dos serviços de distribuição estimados para os próximos anos (que vão aumentar substancialmente) e das sinergias e potencial de receitas que podem ser criadas entre data center e rede de distribuição.

Para a Amazon.com, Google, Microsoft e IBM o racional é o mesmo da Apple.  A distribuição de conteúdos e vendas on line são factores cruciais nos seus negócios e poderiam integrar a oferta nas áreas de cloud computing.

A demonstração de interesse na compra da Akamai, não é nova. No ano passado houve rumores de que o Google poderia comprar a Akamai.

Para a Amazon.com, a mais pequena destes gigantes, o esforço financeiro seria demasiado elevado comparando com os outros potenciais candidatos. Por isso, a concorrente da Akamai, a Limelight Networks pode ser uma excelente “alternativa”. Jeff Bezos tem sabido aliar a sua visão estratégica à racionalidade nos investimentos.

Mas a lista de interessados no sector das Tecnologias pode também incluir a Intel que adquiriu recentemente a McAfee e que está a diversificar e a integrar áreas de negócio.

Na área das Telecomunicações, a AT&T, Verizon ou Vodafone também são potenciais candidatos, pois passariam a ter novos serviços (empresariais) com presença mundial.
A aquisição da Akamai ou da Limelight Networks por uma empresa de telecomunicações, não iria “assustar” nenhuma das empresas de tecnologias que certamente poderiam continuar como clientes. Mas, caso a aquisição seja feita por uma tecnológica haverá uma imediata perda de clientes que sejam seus concorrentes (Exemplo: caso o Google compre a Akamai, a Apple e a Microsoft não vão continuar a utilizar e a ter informação das suas empresas em servidores do Google). E irão solicitação de serviços ou adquirir um concorrente.

A Limelight Networks (NASDAQ:LLNW) é por isso, outro título a seguir com atenção pois podemos assistir ao “efeito dominó”. E este efeito  pode explicar a subida de 4,17% das acções da Limelight Networks na última sexta-feira.

A Limelight Networks tem menor dimensão. A sua valorização bolsista é de 330 milhões de dólares, tem cerca de 1.300 clientes mas onde se encontram a Apple, Amazon, Disney, Microsoft, Sony, Electronic Arts, CBS, MTV, Facebook, etc..

Recentemente, adquiriu a empresa Delve Networks (plataforma de vídeo) e a Eyewonder (soluções de publicidade rica – Rich Media), que são também argumentos para atrair algum dos gigantes referidos

Tal como quando aconteceu no Velho Oeste na “Corrida ao Ouro”, os garimpeiros precisaram de comprar picaretas. Nem todos os garimpeiros ficaram ricos, mas todos os vendedores de picaretas viram crescer o negócio.

Nesta “Corrida da Era Digital”, a Akamai e a Limelight Networks têm as picaretas que podem ajudar os “Garimpeiros Digitais” 🙂

Relacionados:

Apple’s Huge New Data Center In North Carolina Created Only 50 Jobs

Steve Jobs Keynote serious about data centers, compares Apple, Amazon, and Google