2011: Evolução em bolsa dos 6 (+1) titãs

2011 foi um ano com grande instabilidade nos mercados provocada pela conjuntura macro-económica. Na setor das tecnológicas, a Apple e Google continuam a marcar posição nos mercados em que atuam.

Em Agosto a Apple chegou mesmo a ultrapassar a Exxon Mobil e tornou-se a maior empresa do mundo (em capitalização bolsista), estatuto que certamente voltará a recuperar em 2012.

Fica a evolução dos últimos 12 meses das cotações dos grandes titãs que traçam os caminhos nas plataformas digitais : Apple, Google, Microsoft, Nokia, Sony e Amazon.com e mais uma que se destacou pela desvalorização”colossal” (como diria o nosso ministro das Finanças – Vítor Gaspar) e que está a entrar numa situação quase dramática, a RIM (Research in Motion / Blackberry).

A Apple continua com uma valorização acima dos dois dígitos + 25,14% e a Nokia a que mais perdeu com uma desvalorização de – 52,97%.

A RIM (Research in Motion / Blackberry), desvalorizou durante o último ano  – 75,28% e a solução pode passar por um processo de aquisição. A Amazon é uma das empresas que pode estar interessada na compra, mas a Microsoft também poderá avaliar esta possibilidade de aquisição… tudo vai depender da vontade dos accionistas da RIM.

Assim, o raking destas seis empresas fica ordenado da seguinte forma:

Posição Empresa Valorização
1 Apple + 25,14%
2 Google + 6,9%
3 Amazon – 5,2%
4 Microsoft – 8,26%
5 Sony – 52,78%
6 Nokia – 52,97%

Veja no gráfico abaixo a evolução das cotações de Janeiro a Dezembro de 2011:

Clique para aumentar
Fonte: Google Finance

Evolução da RIM ao longo de 2011:

Clique para aumentar
Fonte: Google Finance

Relacionados:

2010: Evolução em bolsa dos 6 titãs

Apple, Google, Microsoft, Nokia, Sony e Amazon
Titãs em competição pelo “Monopólio de Consumidores” e “Portagem na Ponte”

Author avatar
Nuno Ribeiro
Portugal General Manager da agência de inovação FABERNOVEL. Foi diretor da unidade de negócio multimédia do grupo Global Media (2008 a 2012), diretor da unidade de negócios de Internet do grupo Cofina Media (1999 a 2008) e consultor do secretário de Estado da Comunicação Social para a área digital (1997 a 2002). Em paralelo com a atividade profissional foi docente, coordenador de programas executivos e pós-graduações nas Universidades: Católica-Lisbon, Europeia, ISEG e Lusófona (2001 a 2016). Colaborou com artigos de opinião e comentador, sobre temas de inovação, transformação digital e nova economia nos media: Visão, Diário de Notícias, Meios & Publicidade e Económico TV. 
Autor do livro Gerir na Era Digital (2011). É licenciado em Economia pela Católica-Lisbon, onde também concluiu o curso avançado Gestão de empresas tecnológicas e uma pós-graduação em Media e Entretenimento.
We use cookies to give you the best experience.