Google: Estratégia centrada na Inteligência Artificial

Depois do computador e do mobile, as gigantes tecnológicas alinham as suas estratégias tendo, agora, como ponto central a inteligência artificial (IA). Este é, claramente, o reposicionamento assumido que a Google está a fazer na sua estratégia.

A tecnológica foi bem sucedida com o sistema operativo Android, mas agora não quer depender mais de fabricantes de smartphones e decidiu desenvolver um telemóvel com a sua marca, o Pixel, bem como um conjunto de outros produtos que giram em torno da IA, como o Chromecast Ultra, Google Home ou Daydream View.

Durante o seu evento dedicado ao hardware, a gigante da Internet lançou o seu smartphone, que integra o seu assistente virtual – Google Assistant–  e é compatível com a plataforma de realidade virtual, Daydream.

Do ponto de vista da distribuição deste novo smartphone, a Google demonstrou alguma cautela na sua distribuição, tendo fechado nos Estados Unidos a exclusividade com o operador Verizon (a versão desbloqueada a todas as redes pode ser comprada diretamente no website da Google).

A Google contratou recentemente David Foster, ex-diretor de hardware da Amazon que trabalhou em produtos como o Echo ou Fire TV, para dirigir a nova linha de smartphones. David Foster já foi também Sénior Diretor da Apple entre 1998 e 2004 e  diretor-geral de hardware da Microsoft.

Realidade virtual

Outras das grandes apostas da Google é a realidade virtual. Através da sua plataforma Daydream e do novo headset Daydream View, a empresa faz um cruzamento da realidade virtual com diferentes conteúdos de media (Youtube, Netflix, Hulu, HBO, Google Play Movies e com conteúdos originais para muito breve), sendo o ponto mais diferenciador a possibilidade de aceder ao Google Street View via realidade virtual.

Para além do Pixel e do Daydream View, a Google apresentou também: Google Eero, Chromecast Ultra e Google Home

Google Eero – Um router de wi-fi para melhorar a cobertura de acesso à Internet dentro de casa. Através de machine learning é feita automaticamente a gestão da rede e ligação ao ponto certo de wi-fi.

Chromecast Ultra – Nova geração do Chromecast para proporcionar uma experiência de streaming de vídeo com maior qualidade (4K). O dispositivo, que torna qualquer televisão inteligente e que pode ser controlado através do Google Home, transmite vários conteúdos do YouTube, Netflix e Vudu, bem como filmes do Google Play Movies em alta definição.

Google Home –  É o produto que conecta todos os outros. É o primeiro dispositivo na casa com o assistente virtual da Google integrado e que compete diretamente com o Amazon Echo. O objetivo é interagir com a Google através de reconhecimento de voz: fazer questões, colocar música a tocar, controlar os dispositivos da casa inteligente, mas a Google quer permitir que outros dispositivos possam integrar o assistente virtual. Para já, funciona com o Nest, SmartThings, Philips Hue ou Lifx.

Com estes produtos, a tecnológica revela uma clara aposta em torno da inteligência artificial, machine learning e realidade virtual.

Análise e comentário de Nuno Ribeiro – Country Manager da FABERNOVEL, no Económico TV às novidades apresentadas pela Google e Facebook: