De fabricantes a proprietários automóveis…

  • Os veículos autoguiados da Daimler irão integrar a rede da Uber. O fabricante irá beneficiar da base sólida de utilizadores da plataforma para afinar os seus sistemas de condução autónoma.
  • Os fabricantes de automóveis estão a reagir à entrada de novos players expandindo o seu core business com a criação de uma série de serviços na área da mobilidade.

Os fabricantes de automóveis estão a tornar-se proprietários de automóveis? A Daimler já se apercebeu da crescente importância do car-sharing peer-to-peer e está, agora, a preparar-se para integrar (e rentabilizar) na frota da Uber os veículos autoguiados que está a desenvolver. Esta é uma forma de tirar vantagem da base sólida de utilizadores da Uber para testar/melhorar a sua tecnologia nas ruas.

Já a Uber tem-se posicionado como um parceiro dos fabricantes automóveis, avançando em duas frentes: integrar, na sua frota, veículos com tecnologia autónoma de fabricantes automóveis (Daimler) e desenvolver o seu próprio sistema de condução autónoma para integração nos veículos de outras fabricantes (Volvo e Ford).

As empresas de ridesourcing estão a assumir um papel importante no ecossistema emergente de veículos autoguiados. E a Uber está numa boa posição para conseguir dados muito valiosos que outras empresas não possuem, uma vez que faz milhões de quilómetros e vai aproveitar os dados que os motoristas estão a recolher para “treinar” os robôs que comandam os carros autoguiados.

Fabricantes entram na área dos pagamentos

Os fabricantes de automóveis estão a alargar o seu modelo de negócio, posicionando-se no segmento dos pagamentos mobile. A Daimler adquiriu a PayCash Europe com o objetivo de criar o Mercedes Pay, uma plataforma de pagamentos mobile, integrada nos Serviços de Mobilidade da Daimler, que permitirá fazer pagamentos de uma série de serviços, incluindo o car2go (car-sharing), mytaxi, etc. (empresas nas quais a Daimler é accionista).

É plausível que esta funcionalidade seja também integrada nos sistemas de infotainment dos carros da Daimler, permitindo aos utilizadores fazer pagamentos com maior conveniência a partir do veículo.

A Ford desenvolveu um serviço de pagamentos semelhante (FordPay), que permite pagar parques de estacionamento, por exemplo. A funcionalidade faz parte da  plataforma FordPass, que oferece diferentes opções de mobilidade (ride-sharing, car-sharing, transporte multimodal).

Também a Volkswagen adquiriu a PaybyPhone, uma App para o pagamento de parques de estacionamento, tendo em vista a sua aplicabilidade também noutros serviços de mobilidade. A empresa já havia adquirido, em 2015, a Sunhill Technologies (maior solução de pagamentos cashless na Alemanha).

Créditos de imagem: Mercedes

Tagged with: