DESTAQUES GAFANOMICS® [22/DEZ/2017]

#ancora1 #ancora2#ancora3

06-PATRICIA-CIRCULAR

Por Patrícia Silva, Gestora de Comunicação e Marketing na FABERNOVEL INNOVATE Lisboa

“Destaques GAFAnomics®” é uma compilação dos artigos mais importantes partilhados internamente pela equipa da FABERNOVEL.

Uber considerada empresa de transportes

uber-empresa-de-transportes

A Uber foi considerada, pelo Tribunal de Justiça da União Europeia, uma empresa de transportes e não uma plataforma tecnológica. O que significa que os 27 Estados-Membros vão poder regular a Uber da mesma forma que regulam as empresas de táxi.

Esta decisão já era esperada pela Uber, que, recentemente, concordou e admitiu que deveria ser regulada como uma empresa de aluguer privado de veículos. E abre um precedente bastante relevante ao dizer que empresas como a Deliveroo, Airbnb, etc. são mais do que Apps…

Outro ponto “pendente” é a questão do vínculo laboral dos motoristas da Uber. Ou seja, a exigência de que a Uber assuma os motoristas como seus colaboradores, como aconteceu em Londres e a empresa recorreu, alegando que o seu modelo de negócio tem por base o auto-emprego.

Vem aí um iPhone X Plus?

apple-phone-x

A Apple encomendou entre 180-200 milhões de ecrãs OLED à Samsung, para o próximo ano – a que se somam os 50 milhões que encomendou este ano. Quererá isto dizer que a venda de iPhones X vai de vento em poupa? Ou que a Apple se prepara para quebrar o ciclo e lançar o iPhone X Plus no início do próximo ano?

Esta encomenda deverá gerar aproximadamente 22 mil milhões de dólares em receitas para a Samsung. O negócio de componentes (maioritariamente chips e ecrãs) continua a ser o responsável por uma grande parte da receita da empresa.

Para reduzir a dependência da Samsung, a Apple fez um investimento de 2,7 mil milhões de dólares na LG para impulsionar o crescimento da divisão OLED e conseguir preços mais competitivos.

Waymo cria parceria com startup de seguros

waymo-seguros

A Waymo criou uma parceria com a Trov, uma startup de seguros on-demand, para incluir seguros no serviço de ride-sharing com automóveis autoguiados que vai lançar em Phoenix, nos EUA. Para além de danos pessoais, a proteção abrange bens dos passageiros, perdidos ou danificados durante as viagens, e está incluída no valor do serviço de ride-sharing.

Esta parceria é mais um sinal de que a Waymo pode estar próxima de comercializar a sua tecnologia para automóveis autoguiados num serviço de ride-sharing. A empresa tem vindo a preparar terreno com relatórios sobre protocolos de segurançauma parceria com a AutoNation para fornecer serviços de reparação de automóveis.

Os automóveis autoguiados representam um desafio enorme para as seguradoras e num modelo de partilha de automóveis, surge uma questão pertinente para a indústria dos seguros: o tomador do seguro é o proprietário, a empresa de software, o fabricante automóvel ou esta responsabilidade será repartida? 

Magic Leap revela primeiro produto

A Magic Leap, empresa de realidade aumentada que captou um investimento de 2 mil milhões de dólares, nos últimos 4 anos, de gigantes como a Google e a Alibaba, sem nunca apresentar um protótipo ou produto, revelou (finalmente) as primeiras imagens dos óculos Magic Leap One.

Os óculos deverão estar disponíveis no próximo ano, permitindo novas experiências imersivas, como fazer compras online explorando objetos em 3D ou expor vários ecrãs na sala de estar.

À medida que gigantes tecnológicas, como a Apple, Google ou Amazon, têm impulsionado esta tecnologia, torna-se cada vez mais relevante para as empresas criar uma estratégia de negócio, quer para revolucionar a experiência de utilização de produtos e serviços, quer para a formação de colaboradores, design, criação de produtos e optimização de processos de fabrico.


GAFAnomics® [ga-fɑː-nom-iks], substantivo: Novo modelo económico em rede, inspirado pelos GAFA – Google, Apple, Facebook e Amazon – que integra Unicórnios (startups com valorização acima de mil milhões de dólares), gigantes chineses de tecnologia e todas as empresas que mudam as nossas vidas através da tecnologia e inovação.

Outros acrónimos de empresas que seguem estratégias GAFAnomics®:
NATU – Netflix, AirBnB, Tesla e UBER
DUMITA – Baidu, Xiaomi, Tencent e Alibaba (os GAFA chineses).

Durma descansado, os GAFA estão a trabalhar… possivelmente para transformar (disromper) a sua indústria.

ESTUDOS GAFAnomics®:

TESLA: Uploading the Future
GAFAnomics: Nova Economia, Novas Regras
GAFAnomics: 4 super poderes, na NetworkEconomy
UBER: O vírus dos transportes
Amazon: O império escondido
Facebook: A startup perfeita
LinkedIn:  A rede séria

Que tornar a sua empresa numa empresa GAFAnomics® ?
Contacte a FABERNOVEL INNOVATE:

Tagged with: