Alibaba e El Corte Inglés criam parceria 

06-PATRICIA-CIRCULAR

Por Patrícia Silva, Gestora de Comunicação e Marketing na FABERNOVEL INNOVATE Lisboa

“Destaques GAFAnomics®” é uma compilação dos artigos mais importantes partilhados internamente pela equipa da FABERNOVEL.

Alibaba e El Corte Inglés criam parceria

A Alibaba está a intensificar a sua presença na Europa através da criação de parcerias com players locais. A empresa criou uma parceria com o grupo espanhol El Corte Inglés e está também a tentar atrair empresas portuguesas para as suas plataformas.

Como parte da aliança, o El Corte Inglés vai aceder à tecnologia e infraestrutura da Alibaba, incluindo a Alibaba Cloud, que integra análise de dados e ferramentas de inteligência artificial, para oferecer uma experiência mais personalizada. Além disso, pode vir também a vender produtos made in Spain, na China, através dos marketplaces da Alibaba.

Para a Alibaba, esta é sobretudo uma forma de criar uma ‘pegada’ física, que lhe permite oferecer novos pontos de recolha de encomendas feitas online (no AliExpress, por exemplo) e utilizar os centros de distribuição do El Corte Inglés, em Espanha, para melhorar as suas capacidades de logística na Europa.

Amazon Air ‘ameaça’ UPS e FedEx

A Amazon Air, a divisão da Amazon de transporte aéreo de mercadorias, pode vir a provocar um decréscimo de 2% na receita total da UPS e da FedEx, este ano, e mais de 10% em 2025, segundo a Morgan Stanley.

A Amazon planeia mais do que duplicar a sua frota de 40 aviões, através de um novo hub aéreo que, ao que tudo indica, vai permitir utilizar cerca de 100 aviões para a distribuição de encomendas. A empresa pode vir a poupar até 2 mil milhões de dólares, em 2019, com este investimento na distribuição “in-house”.

Tal como aconteceu com a Amazon Web Services, ao criar a sua própria infraestrutura, a Amazon pode vir a disponibilizá-la a terceiros (clientes) sempre que tiver capacidade excedente e fazer também deste serviço uma nova área de negócio. A Amazon é um dos maiores clientes da FedEx e da UPS, mas pode vir a tornar-se um grande concorrente…

Uber vai comprar Bird ou Lime?

Ao que tudo indica, a Uber planeia reforçar o seu posicionamento no mercado de micromobilidade, através da aquisição da Bird ou da Lime, duas empresas de partilha de trotinetes e bicicletas elétricas.

Apesar de a Uber ser acionista da Lime, a Bird, que tem uma valorização de 2 mil milhões de dólares, é apontada como a primeira escolha, uma vez que tem um alcance global maior.

A possível aquisição da Bird permite à Uber tornar-se líder no mercado de micromobilidade nos EUA e “encaixa” na sua estratégia de construção de uma one-stop-shop de opções de mobilidade (ride-sharing, bike-sharing, trotinetes elétricas, transportes públicos…).

Com a compra da JUMP este ano, a oferta da Uber já integra trotinetes e bicicletas elétricas, mas uma nova aquisição pode permitir expandir, significativamente, a oferta.

Apple Music integra Amazon Echo

As colunas inteligentes Amazon Echo vão passar a dar acesso ao serviço de streaming Apple Music. Uma estratégia de abertura a outras plataformas que a Apple tem seguido para impulsionar o negócio de serviços: o Apple Music está também disponível para Android, por exemplo.

A Amazon detém 70% do mercado de colunas inteligentes nos EUA, o que permite à Apple distribuir os conteúdos do Apple Music num novo ‘canal’ que está em milhares de habitações. Além disso, pode estimular o aumento de subscritores e reforçar o seu posicionamento em relação ao Spotify.

Será um sinal de uma aliança abrangente entre a Amazon e a Apple? A Amazon passou a vender diretamente iPhones no seu marketplace e, no ano passado, a Apple TV passou a integrar o serviço de streaming de vídeo Amazon Prime Video.

Este trade-off pode fazer sentido, porque embora as assistentes virtuais Siri e Alexa sejam ‘rivais’, as duas empresas não são concorrentes diretas no negócio de e-commerce, cloud e publicidade.


GAFAnomics® [ga-fɑː-nom-iks], substantivo: Novo modelo económico em rede, inspirado pelos GAFA – Google, Apple, Facebook e Amazon – que integra Unicórnios (startups com valorização acima de mil milhões de dólares), gigantes chineses de tecnologia e todas as empresas que mudam as nossas vidas através da tecnologia e inovação.

Outros acrónimos de empresas que seguem estratégias GAFAnomics®:
NATU – Netflix, AirBnB, Tesla e UBER
DUMITA – Baidu, Xiaomi, Tencent e Alibaba (os GAFA chineses).

Durma descansado, os GAFA estão a trabalhar… possivelmente para transformar (disromper) a sua indústria.

ESTUDOS GAFAnomics®:

TESLA: Uploading the Future
GAFAnomics: Nova Economia, Novas Regras
GAFAnomics: 4 super poderes, na Network Economy
UBER: O vírus dos transportes
Amazon: O império escondido
Facebook: A startup perfeita
LinkedIn:  A rede séria

Que tornar a sua empresa numa empresa GAFAnomics® ?
Contacte a FABERNOVEL:

Tagged with: