• O software da Brainomix analisa imagens de exames ao cérebro e diagnostica um possível acidente vascular cerebral, através de inteligência artificial. 
  • Neste momento, o software está a ser utilizado por cinco redes de hospitais no Reino Unido.

Até agora, para fazer o diagnóstico de um possível Acidente Vascular Cerebral era necessário a análise de um radiologista a exames cerebrais. A empresa britânica Brainomix desenvolveu um sistema que permite fazer esta análise através de inteligência artificial. 

Batizado e-Stroke, o sistema analisa, de forma autónoma, imagens dos exames ao cérebro para traçar um diagnóstico em tempo real. Desta forma, os médicos neurologistas podem intervir mais rápido.

Ao acelerar a avaliação inicial de pacientes com sintomas de AVC, o e-Stroke aumenta significativamente as hipóteses de um paciente sair do hospital sem efeitos secundários. 

Neste momento, o software está a ser utilizado por cinco redes de hospitais no Reino Unido. De acordo com o ministério da saúde britânico, o número de pacientes com suspeita de AVC que saíram do hospital sem nenhuma incapacidade ou com com uma incapacidade ligeira triplicou.

A Brainomix desenvolveu também uma aplicação móvel que permite aos médicos aceder aos resultados dos exames e onde podem também trocar opiniões com outros colegas na avaliação dos casos.