• A startup francesa Defacto desenvolveu uma API que pode ser integrada noutras aplicações para dar acesso instantâneo a financiamento às PME.
  • A Defacto contrai empréstimos a investidores especializados, como a Viola Credit, e empresta esse dinheiro cobrando juros de 0,05% por dia. 

Para ajudar as PME a ultrapassar as dificuldades de financiamento, a startup francesa Defacto desenvolveu uma API que pode ser integrada noutras aplicações para dar acesso instantâneo a financiamento. 

Com um modelo B2B(2B), esta é uma solução de financiamento flexível a curto prazo (até 4 meses). 

O que torna a Defacto única é a distribuição deste financiamento através de uma API, que permite que a solução seja oferecida a milhares de PME, através de outras startups fintech. 

Para cumprir a promessa de oferecer financiamento num clique e sem papelada, a Defacto recorre aos parceiros para reunir dados como o histórico de faturação e facilitar o processamento de pedidos de financiamento.

A Defacto não cobra pelo acesso à sua API. Em termos de modelo de negócio, a startup contrai empréstimos a investidores especializados, como a Viola Credit, e empresta esse dinheiro cobrando juros de 0,05% por dia. 

A Defacto financiou mais de 100 milhões de euros nos seus primeiros 18 meses de vida. 

Desde que foi fundada em 2021, esta startup já captou 21 milhões de euros de investidores como o Northzone, Global Founders Capital e Headline.