OrCam “devolve” visão a deficientes visuais

  • A OrCam desenvolveu um wearable que analisa textos e reconhece objetos, através de inteligência artificial.
  • O MyEye permite a pessoas com deficiência visual voltar a “ver” ao apontar para o mundo em seu redor.

 

A OrCam desenvolveu um dispositivo que permite a pessoas com deficiência visual interpretar o mundo em seu redor: ler jornais, livros, placas de rua, menus de restaurantes; reconhecer quem se está a aproximar; identificar milhões de produtos no supermercado; identificar cores, cartões de crédito e notas.

O MyEye integra uma câmara e recorre a algoritmos de deep learning para analisar os textos ou reconhecer os objetos para onde o utilizador está a apontar e transmitir por voz as informações.

O nível de precisão é tão elevado que é possível apontar apenas para uma linha específica numa página de um livro e o MyEye começa a ler a partir daquele ponto. O dispositivo possui também um modo de reconhecimento facial que identifica automaticamente a pessoa que está no campo de visão.

 

A empresa planeia integrar uma assistente de voz, complementar a este sistema gestual, para uma interação mais natural. O objetivo é que seja possível pegar num documento e perguntar à MyEye do que se trata (se for uma fatura, por exemplo, será possível perguntar de imediato o valor a pagar).

A OrCam foi fundada, em 2010, por Amnon Shashua e Ziv Aviram. A startup israelita está presente em 23 países e está disponível em 18 idiomas. Este ano atingiu uma valorização de mil milhões de dólares.


 

Se indústria de wearables para a saúde é importante para a sua empresa, contacte a FABERNOVEL INNOVATE: