Voltar ao topo

SpaceX torna-se o maior operador privado de satélites do mundo

Por Sandra Lucas Ribeiro, COO da FABERNOVEL Lisboa

Destaques GAFAnomics®, as notícias mais relevantes das empresas que lideram a nova economia, partilhadas pela equipa da FABERNOVEL.

Subscreva o nosso podcast em:
Apple Podcasts | Spotify | Google Podcasts | TuneIn

SpaceX torna-se o maior operador privado de satélites do mundo

A SpaceX, a empresa de exploração espacial liderada por Elon Musk, não anda apenas a tentar descobrir como habitar o planeta Marte ou como desenvolver transportes ultra-rápidos através do espaço, está, claramente, a apostar na distribuição de Wi-Fi por satélite. Nesse sentido, foram, agora, lançados mais 60 satélites para o fornecimento de Internet, que tornaram a SpaceX o maior operador privado de satélites do mundo.

A empresa já tinha lançado anteriormente 120 satélites para concretizar o plano de criação da constelação Starlink, que já, até agora, já recebeu autorização para o lançamento de 30 mil satélites.

O objetivo da SpaceX é começar por fornecer Internet nos Estados Unidos e no Canadá, ainda no final deste ano.

Inteligência artificial da Google faz progressos na deteção de cancro

Os algoritmos da DeepMind, uma empresa da Google na área de inteligência artificial, foram capazes de detetar cancro da mama, através da análise a mamografias, com maior precisão do que as equipas médicas.

Os algoritmos, que se focaram em 2 países, analisaram exames de mais de 28 mil mulheres e foram capazes de reduzir os falsos positivos em 5,7% nos Estados Unidos e em 1,2% no caso do Reino Unido.

De acordo com os mesmos dados divulgados pela Google, houve uma redução 9,4% de falsos negativos nos Estados Unidos e de 2,7% de falsos negativos no Reino Unido.

Facebook vai lançar compras através de livestreaming

O Facebook prepara-se para lançar uma nova funcionalidade no Facebook Marketplace que vai permitir comprar diretamente produtos que estão a ser mostrados em vídeos transmitidos em direto.

Isto tornou-se possível depois da compra da Packagd, uma startup especializada na integração de e-commerce em vídeos.

As compras através de live streaming são uma tendência em grande crescimento, sobretudo na China, mas também têm sido alvo de interesse de outras empresas da nova economia, como a Amazon, que lançou o Amazon Live.

Alibaba permite a utilizadores tornarem-se vendedores

A Alibaba lançou a Taoxiaopu, uma nova funcionalidade integrada na App de e-commerce chinesa Taobao, que permite aos 700 milhões de utilizadores passarem a vender produtos de algumas marcas presentes na Alibaba.

A Taobao é uma plataforma de e-commerce, uma espécie de OLX, em que agora, cada utilizador, pode, para além de vender os seus artigos, tornar-se um vendedor de produtos da Alibaba, recebendo uma comissão pelas vendas, que pode chegar aos 15%.

Inicialmente, pode vender um número limitado de produtos, mas tem a possibilidade de ampliar a oferta com base no seu próprio desempenho de vendas.

A logística de entrega dos produtos é da responsabilidade da Alibaba.


GAFAnomics® [ga-fɑː-nom-iks], substantivo: Novo modelo económico em rede, inspirado pelos GAFA – Google, Apple, Facebook e Amazon – que integra Unicórnios (startups com valorização acima de mil milhões de dólares), gigantes chineses de tecnologia e todas as empresas que mudam as nossas vidas através da tecnologia e inovação.

Outros acrónimos de empresas que seguem estratégias GAFAnomics®:
NATU – Netflix, AirBnB, Tesla e UBER
BATX – Baidu, Alibaba, Tencent e Xiaomi (os GAFA chineses).

Durma descansado, os GAFA estão a trabalhar… possivelmente para transformar (disromper) a sua indústria.

ESTUDOS GAFAnomics®:

Slack, the future workplace
WeChat: The shape of the connected China
TESLA: Uploading the Future

GAFAnomics: Nova Economia, Novas Regras
GAFAnomics: 4 super poderes, na Network Economy
UBER: O vírus dos transportes
Amazon: O império escondido
Facebook: A startup perfeita
LinkedIn:  A rede séria

Quer tornar a sua empresa numa empresa GAFAnomics® ?
Contacte a FABERNOVEL:

Author avatar
Sandra Lucas Ribeiro
Sandra começou a sua carreira como jornalista na rádio e na televisão, mas depois de 7 anos nos media, dirige-se para a área digital como directora de serviço a clientes, passando pela Absolut System, OgilvyInteractive, OgilvyOne MSTF Partners, GreyGroup e Start. Na FABERNOVEL desde a sua criação em Portugal, tem-se dedicado ao estudo do Design Thinking e das metodologias utilizadas pelas startups. Apaixonada pelo impacto da tecnologia no comportamento humano, estudou também psicologia na Université Paris 8.
We use cookies to give you the best experience.