Voltar ao topo

Receita e lucro da Alphabet caem no segundo trimestre

Por Nuno Ribeiro, Portugal General Manager da FABERNOVEL

Destaques GAFAnomics®, as notícias mais relevantes das empresas que lideram a nova economia, partilhadas pela equipa da FABERNOVEL.

Subscreva o nosso podcast em:
Apple Podcasts | Spotify | Google Podcasts | TuneIn

Receita e lucro da Alphabet caem no segundo trimestre

A Alphabet, a holding que detém a Google, apresentou receitas de 38,3 mil milhões de dólares, no segundo trimestre deste ano e foi a primeira vez que a Google apresentou uma descida de receitas, que caíram 2% em relação ao período homólogo.

O resultado líquido também caiu 30% para os 6,96 mil milhões de dólares.

A receita da publicidade caiu 8% neste trimestre para 29, 86 mil milhões de dólares. No entanto, a publicidade no Youtube, subiu 3% para os 3, 81 mil milhões de dólares, valor que ficou acima das expectativas.

A destacar também as receitas da Google Cloud que cresceu 43% para os 3 mil milhões de dólares.

Amazon apresenta lucro recorde

A receita da Amazon cresceu 40% para os 88,9 mil milhões de dólares, no segundo trimestre de 2020, e atingiu um lucro recorde de 5,2 mil milhões de dólares.

O negócio de e-commerce cresceu 47,8%, em relação ao mesmo trimestre do ano passado, para uma receita de 45,9 mil milhões de dólares.

Outro destaque vai para a receita do negócio cloud Amazon Web Services, que tem um peso muito importante nos lucros da Amazon, que atingiu receitas de 10,8 mil milhões de dólares, um crescimento de 29%.

Receita da Apple supera expectativas

A Apple apresentou uma receita de 59,7 mil milhões de dólares, um crescimento de 11% em relação ao mesmo período do ano anterior. O lucro foi de 11,5 mil milhões de dólares.

Todas as categorias de produtos cresceram, com o iPad a destacar-se com um crescimento das receitas de 31%. O iPhone foi o que menos cresceu com apenas 2% em relação ao ano anterior.

Também a receita dos serviços, onde se inclui a App Store, a Apple Music, o Apple Pay e a iCloud, cresceu 14,85% para os 13,2 mil milhões de dólares.

Nesta apresentação de resultados, a Apple anunciou que vai fazer um stock-split de 4 para 1, que aumentará a liquidez das ações.

Tal como já tinha acontecido no primeiro trimestre, a Apple voltou a não deixar aos investidores estimativa sobre receitas para o terceiro trimestre de 2020.

Lucro do Facebook aumenta 98%

A receita do Facebook cresceu 11% para os 18,7 mil milhões de dólares, no segundo trimestre de 2020, apesar do boicote de várias empresas ao investimento publicitário no Facebook durante este trimestre.
O resultado líquido do trimestre foi de 5,17 mil milhões de dólares, um aumento de 98% face ao ano anterior.

O número de utilizadores ativos por mês do Facebook cresceu 12% para 2,7 mil milhões de utilizadores. No conjunto de todas as aplicação da “família” Facebook, a empresa tem agora uma base de mais de 3 mil milhões de utilizadores ativos por mês em todo o mundo.

Além da divulgação de resultados, a última semana de julho foi também marcante para os GAFA por terem, pela primeira vez, sido convocados em conjunto para depor no congresso norte americano.


GAFAnomics® [ga-fɑː-nom-iks], substantivo: Novo modelo económico em rede, inspirado pelos GAFA – Google, Apple, Facebook e Amazon – que integra Unicórnios (startups com valorização acima de mil milhões de dólares), gigantes chineses de tecnologia e todas as empresas que mudam as nossas vidas através da tecnologia e inovação.

Outros acrónimos de empresas que seguem estratégias GAFAnomics®:
NATU – Netflix, AirBnB, Tesla e UBER
BATX – Baidu, Alibaba, Tencent e Xiaomi (os GAFA chineses).

Durma descansado, os GAFA estão a trabalhar… possivelmente para transformar (disromper) a sua indústria.

ESTUDOS GAFAnomics®:

The We Company: is real estate a disruptable industry?
Slack, the future workplace
WeChat: The shape of the connected China
TESLA: Uploading the Future

GAFAnomics: Nova Economia, Novas Regras
GAFAnomics: 4 super poderes, na Network Economy
UBER: O vírus dos transportes
Amazon: O império escondido
Facebook: A startup perfeita
LinkedIn:  A rede séria

Quer tornar a sua empresa numa empresa GAFAnomics® ?
Contacte a FABERNOVEL:

Author avatar
Nuno Ribeiro
Country Manager da agência de inovação FABERNOVEL. Autor do livro Gerir na Era Digital (2011). Licenciado em Economia pela Universidade Católica de Lisboa, onde também concluiu um curso avançado de Gestão de Empresas Tecnológicas e uma pós-graduação em Gestão de Media e Entretenimento. Diretor a unidade Negócio Multimédia do grupo Controlinveste (2008 a 2012). Diretor da unidade de negócios de Internet do grupo Cofina Media (1999 a 2008). Consultor do secretário de Estado da Comunicação Social para a área digital (1997 a 2002).
We use cookies to give you the best experience.