Velocidade ou eficiência? Esta é possivelmente a questão mais recorrente no dia-a-dia na tomada de decisão de empreendedores e gestores (mesmo que subliminarmente). Na Instinct, a resposta sempre foi velocidade, ou não fosse o nosso mote “ajudar as grandes empresas a ter a velocidade de uma startup”.

No livro “Blitzscaling” de Reid Hoffman, co-fundador do LinkedIn, a velocidade é apresentada como a única alternativa possível, pois, num mundo em que a única constante é a incerteza, a velocidade é a melhor estratégia. Blitzscaling é o segredo de Silicon Valley que explica o sucesso de empresas como a Apple, Google, Tesla, Facebook, Uber, Amazon, Airbnb, etc.

Claro que há riscos na velocidade, mas o maior risco é sermos mais lentos do que um concorrente ou do que uma startup que decidiu entrar no nosso mercado.

Não há organizações demasiado grandes que não possam falir, como alertou Jeff Bezos, fundador da Amazon, aos seus colaboradores. A velocidade e o foco no cliente são os dois pilares que podem adiar a declaração de falência da Amazon (ou de qualquer organização).

Fica como sugestão a leitura do livro “Blitzscaling” de Reid Hoffman.