Tesla volta a ser rentável

Por Sandra Lucas Ribeiro, COO da FABERNOVEL Lisboa

Destaques GAFAnomics®, as notícias mais relevantes das empresas que lideram a nova economia, partilhadas pela equipa da FABERNOVEL.

Subscreva o nosso podcast em:
Apple Podcasts | Spotify | Google Podcasts | TuneIn

Tesla volta a ser rentável

A Tesla voltou a ser rentável. O lucro de 143 milhões de dólares, no terceiro trimestre de 2019, valorizou as ações em 17% tornando a Tesla novamente a fabricante de automóveis com maior capitalização bolsista nos EUA.

O principal motivo dos resultados foi a diminuição em 15% dos custos operacionais, em relação ao trimestre anterior.

A Tesla anunciou também que a sua fábrica em Xangai já começou os testes de produção e deve estar operacional mais cedo do que o esperado, tal como a produção do Model Y que vai começar já no verão de 2020.

A empresa estima que número de carros vendidos atinja um total entre 360 mil e 400 mil em 2019, sendo que em Portugal, já vendeu mais de 1300 automóveis.


Facebook só avança com criptomoeda com ‘ok’ dos reguladores

Mark Zuckerberg disse no Congresso dos EUA que só vai avançar com a criptomoeda Libra com o consentimento dos reguladores norte-americanos.

O Facebook planeia lançar esta criptomoeda na primeira metade de 2020 com o objetivo de permitir pagamentos e transferências em todo o mundo sem custos, incluindo àqueles que não têm acesso a serviços financeiros.

Segundo Zuckerberg, se os Estados Unidos não inovarem a sua liderança financeira não vai ser garantida e recordou os congressistas que o banco central chinês já anunciou o lançamento da sua criptomoeda.

Apple Pay torna-se líder nos EUA

O Apple Pay tornou-se o sistema de pagamentos móveis líder, nos EUA, com 27,7 milhões de utilizadores em 2018 e é esperado que ultrapasse os 30 milhões de utilizadores até ao final de 2019.

A Apple tem vindo a criar fortes argumentos para acelerar esta adesão, sobretudo através do Apple Card, lançado em agosto nos EUA.

O Apple Card é um cartão de crédito, sem comissões e com um cashback diário em todas as compras, integrado com a aplicação Apple Wallet onde é possível acompanhar todas as transações e valores de cashback associados.

Uber disponibiliza motos elétricas em Paris

A Uber continua a aumentar o número de opções de mobilidade na sua plataforma. Desta vez será em Paris, através de uma parceria com a startup francesa CityScoot que vai permitir aos seus clientes utilizar motos elétricas.

Além de reservar um motorista, a App já oferece, em Paris, bicicletas e trotinetes elétricas e está também a ser avaliada a integração de informações sobre transportes públicos.

Já não restam dúvidas de que a Uber se está a posicionar como uma Super App de mobilidade, a nível global.

Revolut prepara-se para entrar nos EUA

A startup fintech britânica Revolut está a preparar a entrada nos Estados Unidos a concretizar-se ainda em 2019, através de uma parceria com a Mastercard.

A parceria vai permitir à Revolut a emissão de cartões em todos os mercados onde a Mastercard opera, incluindo na Ásia-Pacífico e América Latina.

Esta expansão é um movimento estratégico para concretizar o objetivo de, pelo menos, duplicar o número global de clientes, que atualmente são 8 milhões em todo o mundo.

A empresa está em rápido crescimento, adicionando entre 800 e 900 mil novos utilizadores por mês. Em Portugal, tem já uma base de 300 mil clientes.

TikTok entra na área da educação

A TikTok, uma App chinesa para a partilha de vídeos, lançou o EduTok, um novo programa de e-learning na Índia, num formato de aulas on-demand de curta duração.

A plataforma inclui conteúdos criados por startups edtech indianas, como a Vedantu, a Toppr e a Made Easy.

A TikTok percebeu o “apetite” por este tipo de conteúdos depois de ter desafiado, em junho, os utilizadores a partilhar vídeos educativos e de estes terem atingido mais de 46 mil milhões de visualizações.

O investimento em Edtech torna a TikTok uma plataforma mais relevante para os seus 200 milhões de utilizadores na Índia, potenciando um maior envolvimento e fidelização.

 


GAFAnomics® [ga-fɑː-nom-iks], substantivo: Novo modelo económico em rede, inspirado pelos GAFA – Google, Apple, Facebook e Amazon – que integra Unicórnios (startups com valorização acima de mil milhões de dólares), gigantes chineses de tecnologia e todas as empresas que mudam as nossas vidas através da tecnologia e inovação.

Outros acrónimos de empresas que seguem estratégias GAFAnomics®:
NATU – Netflix, AirBnB, Tesla e UBER
BATX – Baidu, Alibaba, Tencent e Xiaomi (os GAFA chineses).

Durma descansado, os GAFA estão a trabalhar… possivelmente para transformar (disromper) a sua indústria.

ESTUDOS GAFAnomics®:

Slack, the future workplace
WeChat: The shape of the connected China
TESLA: Uploading the Future

GAFAnomics: Nova Economia, Novas Regras
GAFAnomics: 4 super poderes, na Network Economy
UBER: O vírus dos transportes
Amazon: O império escondido
Facebook: A startup perfeita
LinkedIn:  A rede séria

Que tornar a sua empresa numa empresa GAFAnomics® ?
Contacte a FABERNOVEL: