Apple está a tornar-se uma empresa de serviços

Por Patrícia Silva, Gestora de Marketing e Comunicação na FABERNOVEL Lisboa

Destaques GAFAnomics®, as notícias mais relevantes das empresas que lideram a nova economia, partilhadas pela equipa da FABERNOVEL.

Apple está a tornar-se uma empresa de serviços

A Appleapresentou três serviços de subscrição novos: o Apple News +, um serviço de subscrição de jornais e revistas; o Apple Arcade, um serviço de subscrição de jogos; e o Apple TV+, que vai ter conteúdos exclusivos e integrar serviços de operadores de cabo e de streaming, como o HBO, Starz, e ShowTime.

Outro serviço apresentado foi o Apple Card, um cartão de crédito, sem comissões e com um cashback diário em todas as compras. O Apple Card vai ter um cartão físico e um cartão digital que vai estar disponível na Apple Wallet no iPhone e no Apple Watch. Vai ser possível monitorar todas as despesas e valores de cashback obtidos diariamente.

Durante o evento, a Apple sublinhou que todos os seus serviços vão ser:

  • Fáceis de utilizar
  • Terão muito cuidado com os detalhes
  • Garantem a privacidade e a segurança
  • Têm a curadoria de especialistas
  • São personalizados
  • E vão permitir a partilha de contas família.

 

Não há dúvidas de que a Apple está a transformar-se para liderar na área de serviços digitais, seja com serviços cloud, de saúde, financeiros e de entretenimento.

Uber Freight chega à Europa

A Uber Freight, a App da Uber que permite a contratação de camionistas para o transporte de mercadorias, vai ser lançada na Europa e a Holanda vai ser o primeiro país a disponibilizar este serviço.

O serviço vai ser concorrente de outros marketplaces digitais, como o da DHL, e da americana XPO Logistics.

Esta é a primeira expansão internacional do Uber Freight que tem como alvo um mercado de 400 mil milhões de dólares. O transporte rodoviário de mercadorias na Europa é o terceiro maior mercado do mundo, atrás dos Estados Unidos e da China.


Tencent entra no mercado de pagamentos mobile na Índia

A Tencent vai lançar o seu serviço de pagamentos mobile WeChat Pay na Índia, numa tentativa de ganhar quota de mercado à Paytm, a carteira digital líder neste país, e ao Google Pay.

O serviço vai ser suportado pela Interface Unificada de Pagamentos da Índia, um sistema que permite fazer transferências instantâneas entre contas bancárias de vários bancos.

A Índia é um mercado relevante com mais de 300 milhões de utilizadores de smartphones e onde o volume de pagamentos digitais, por mês, ultrapassa os 14,5 mil milhões de dólares.


Alibaba compra empresa de realidade aumentada

A Alibaba, a gigante chinesa de e-commerce, comprou a InfinityAR, uma startup israelita que desenvolveu óculos de realidade aumentada e uma plataforma que permite aos programadores integrarem esta tecnologia em aplicações.

Esta compra é uma forma de impulsionar a fusão entre compras e entretenimento na China, uma tendência que oferece aos utilizadores uma experiência de compra divertida e interativa,  online e também em loja.


GAFAnomics® [ga-fɑː-nom-iks], substantivo: Novo modelo económico em rede, inspirado pelos GAFA – Google, Apple, Facebook e Amazon – que integra Unicórnios (startups com valorização acima de mil milhões de dólares), gigantes chineses de tecnologia e todas as empresas que mudam as nossas vidas através da tecnologia e inovação.

Outros acrónimos de empresas que seguem estratégias GAFAnomics®:
NATU – Netflix, AirBnB, Tesla e UBER
BATX – Baidu, Alibaba, Tencent e Xiaomi (os GAFA chineses).

Durma descansado, os GAFA estão a trabalhar… possivelmente para transformar (disromper) a sua indústria.

ESTUDOS GAFAnomics®:

WeChat: The shape of connected China
TESLA: Uploading the Future

GAFAnomics: Nova Economia, Novas Regras
GAFAnomics: 4 super poderes, na Network Economy
UBER: O vírus dos transportes
Amazon: O império escondido
Facebook: A startup perfeita
LinkedIn:  A rede séria

Que tornar a sua empresa numa empresa GAFAnomics® ?
Contacte a FABERNOVEL: