Etiqueta: itunes

Read More

Apple: iPad 2 pode representar 28 mil milhões de dólares de receitas

Hoje, que é dia de Carnaval decidi disfarçar-me de analista de Wall Street e fazer as contas ao potencial de receitas e lucro do iPad 2 nas contas da Apple 🙂
É um facto que o iPad é mais um produto de sucesso e que representou em termos de receitas directas, só no último trimestre, 4,9 mil milhões de dólares com 7,33 milhões de unidades vendidas.

Read More

The Daily

Foi apresentado em Nova Iorque o – The Daily – primeiro diário desenhado de raíz para o tablet iPad da Apple.
O The Daily vai custar 40 dólares por ano (1 dólar por semana).
O investimento neste projecto foi de 30 milhões de dólares e terá um custo anual de 60 milhões por ano.

Faça o download da aplicação do The Daily (disponível apenas na loja iTunes norte americana).

Clique para ver o video de apresentação do projecto.

Apple: Steve Jobs de baixa…

Steve Jobs while presenting the iPad in San Fr...
Image via Wikipedia

Ontem, fomos surpreendidos com o anúncio da baixa de Steve Jobs.

Este foi o email que enviou a todos os funcionários da Apple:

Team,

At my request, the board of directors has granted me a medical leave of absence so I can focus on my health. I will continue as CEO and be involved in major strategic decisions for the company.

I have asked Tim Cook to be responsible for all of Apple’s day to day operations. I have great confidence that Tim and the rest of the executive management team will do a terrific job executing the exciting plans we have in place for 2011.

I love Apple so much and hope to be back as soon as I can. In the meantime, my family and I would deeply appreciate respect for our privacy.

Steve

Os problemas de saúde de Steve não são novidade…
A 1 de Agosto de 2004, informou por email os funcionários da Apple (enviado, através do PowerBook de 17 polegadas e Airport Express, como fez questão de sublinhar em nota :-)), que sofria de um câncro no pâncreas, que tinha cura por intervenção cirúrgica à qual já tinha sido submetido e que regressaria em Setembro.

Em Janeiro de 2009, desequilíbrios hormonais levam ao seu afastamento durante seis meses e foi submetido a um transplante de fígado.
Veja o discurso de Steve Jobs após o regresso:

Steve Jobs é um dos principais protagonistas e influenciadores das indústrias de tecnologia e entretenimento, um líder carismático e um gestor impar. Uma personalidade única e incontornável da nossa História.
É impossível separá-lo da Apple e da Pixar (hoje Disney). Steve Jobs é insubstituível!
O mercado sabe da importância que Steve Jobs tem no rumo da Apple…

Há quem afirme que Steve Jobs representa 20% do valor da Apple.

Evolução da cotação das ações da Apple na manhã do dia 3 de Outubro de 2008

E é bem possível que seja verdade, a avaliar pelo impacto do
rumor de 3 de Outubro de 2008, quando as acções da Apple desceram
10% após ter circulado a informação que Jobs tinha sido vítima de um
ataque cardíaco, voltando a recuperar imediatamente depois do
desmentido oficial da Apple.

in Gerir na Era Digital (2011) – www.gerirnaeradigital.com

Steve Jobs transformou a Apple na maior empresa de tecnologia do mundo e a segunda maior empresa cotada (atrás da Exxon Mobil).
Na passada sexta-feira (ontem foi feriado nos Estados Unidos e os mercado estiveram fechados), a Apple fechou a sessão de bolsa no seu máximo histórico com 348,48 dólares por acção e com uma capitalização bolsista de 320 mil milhões de dólares.

Steve Jobs como refere no mail, vai continuar como presidente e CEO da empresa. Mas, no dia-a-dia, tal como aconteceu no passado, Tim Cook (COO) passará a gerir as operações.
Tim Cook é apontado por muitos como o sucessor natural de Steve Jobs. É hoje uma das figuras de referência da Apple, apesar de não ter o carisma de Steve Jobs é um dos responsáveis pela grande mudança na performance da Apple, motivo pelo qual foi o quadro mais bem pago da Apple em 2010, com os merecidos 59 milhões de dólares.
A sua importância na estratégia e capacidade operacional é também reconhecida pelo mercado. Um exemplo deste reconhecimento, aconteceu quando em Setembro de 2010 surgiram rumores de que poderia estar de saída para ocupar o lugar de CEO da HP e imediatamente a cotação das acções da Apple desceram 5% .

Image representing Tim Cook as depicted in Cru...
Image via CrunchBase

Tim Cook entrou na Apple em Março de 1998 como Vice-Presidente sénior de operações. Antes esteve na Compaq (apenas seis meses) como vice-presidente sénior mundial de operações, esteve na Intelligent Electronics como COO e na IBM como director de produção e distribuição da divisão de PC´s.

Steve Jobs prometeu no mail: “exciting plans we have in place for 2011.”

O que podemos esperar da Apple em 2011?

Read More

iPhone: Atomic Tom Live

Já ninguém tem dúvidas que o iPhone é um dispositivo fantástico. O facto de também ser um telefone, é apenas um pequeno pormenor que é cada vez menos importante.

As aplicações têm enormes potencialidades (ainda não totalmente exploradas), e com elas muitos poderão mostrar os seus talentos.
A música é uma das áreas que já têm bastantes aplicações e onde se podem revelar novos talentos. Os Atomic Tom mostram como é possível usar o iPhone para fazer música:

Apple: Resultados históricos 20 mil milhões de receitas no trimestre

A Apple apresentou ontem os resultados do trimestre (que coincide também com o final do ano fiscal), e os resultados apresentados são históricos e acima das estimativas dos analistas. As receitas do trimestre ultrapassaram os 20,34 mil milhões de dólares e os lucros 4,3 mil milhões de dólares. As vendas dos equipamentos da Apple, apresentaram também valores históricos no trimestre com o iPhone a liderar o número de unidades vendidas com 14,1 milhões, 9 milhões de iPods, 4,19 milhões de iPads (abaixo das expectativas de 4,81 milhões, por falta de capacidade da produção corresponder à procura) e 3,89 milhões de Macs (que já conquistou 10% de quota de mercado de computadores nos Estados Unidos) e 250 mil Apple TV (valor revelado durante a sessão de perguntas e respostas).

A cotação das acções da Apple (NASDAQ: AAPL) antes da apresentação de resultados atingiram, no final da sessão de bolsa de ontem, o valor também histórico de 318 dólares por acção (uma valorização de 69,1% no ano), que se traduz no valor de mercado de 290 mil milhões de dólares colocando a Apple cada vez mais próxima de se tornar a maior empresa do mundo.
Depois do entusiasmo sobre a expectativa (e especulação) dos últimos dias amanhã a cotação apresenta no pré-mercado uma tendência de descida (de mais de 6%).

Em declarações ao canal Bloomberg, Brian Marshall da Gleacher & Company, mantêm a recomendação de compra com um price target de 345 dólares nos próximos 12 meses:

Na próxima quarta (às nossas 18 horas), o anunciado evento: “Back to the Mac”  onde se espera a apresentação do novo sistema operativo OS X e o do novo MacBook Air vão certamente animar positivamente a cotações da Apple.

Análise de resultados no trimestre (Q4 Homólogo) – 2010 Vs 2009

Dólares
2010 (Setembro)
2009 (Setembro)
Variação
Receitas (Mil Milhões)
20.343
12.207
+ 66,65%
Lucro (Mil Milhões)
4.308
2.532
+ 70,14%
Lucro por Acção
4,71
2,532
+86,02%

Análise de resultados no trimestre Q 4 Real Vs Estimativas

Dólares
2010
2010 (Estimativa)
Variação
Receitas (Mil Milhões)
20.343
14.750
+ 13,02%
Lucro por Acção
4,71
3,44
+36,92%

Acumulado do ano (Doze Meses – homólogo) – 2010 Vs 2009

Dólares
2010
2009
Variação
Receitas (Mil Milhões)
65.225
42.905
+52,02%
Lucro (Mil Milhões)
14.013
8.235
+ 70,16%
Lucro por Acção
15,41
9,22
+67,14%

Como habitualmente, os resultados foram apresentados pelo CFO – Petter Oppenheimer e o COO – Tim Cook. Mas com resultados tão expressivos Steve Jobs não resistiu e também esteve presente nesta apresentação de resultados histórica onde foi ultrapassada a barreira dos 20 mil milhões de dólares de facturação num trimestre.

E claro, Steve Jobs não resistiu a fazer a análise, retirar conclusões, provocar com truques Ninja os concorrentes 🙂 e a deixar recados aos programadores, editores e accionistas. Aqui ficam as mais relevantes:

Sobre a RIM e a quota de mercado dos Blackberry:

We’ve now passed RIM, and I don’t see them catching up with us.

Sobre o número de activações de Android e aplicações disponíveis:

What about Google? Activating 200,000 Android devices per day, and 90,000 apps in App store. Apple activated about 275,000 iOS devices per day over past 30 days, with peak around 300,0000 on some of those days. With 300,000 apps on App Store. No solid data for Android phone shipments. Google loves to characterize Android as open, and iOS and iPhone as closed. We find this a bit disingenuous.

Pulse 2.0

Já está disponível a segunda versão do leitor de feeds RSS para iPad – Pulse.

Com esta nova versão é possível ter 60 fontes de informação (na versão 1.0 apenas estavam disponíveis 20), permite maior facilidade na arrumação das fontes, permitindo dividir por 5 páginas as diferentes fontes de informação, mantêm-se a possibilidade de partilhar no Facebook, Twitter e guardar as notícias preferidas.

Disponível na app store do iTunes por 1,59 euros – Download no iTunes – App Store

Esta foi uma das aplicações destacadas por Steve Jobs, na conferência da Apple para programadores em Junho.

Apple: Novos iOS, iPods, iTunes 10 (Ping) e Apple TV

Hoje, Steve Jobs desvendou as novidades da Apple na apresentação de hoje – Veja no site da Apple a apresentação.

A apresentação começou com Steve Jobs a elogiar a presença do seu “compincha” (crime partner), Steve Wozniak (co-fundador da Apple), a quem pediu que se levantasse e foi aplaudido pela plateia. Desta forma passou  a mensagem interna e ao mercado sobre o possível mau relacionamento entre ambos...

Depois, de mostrar fotos das novas lojas em França-Paris, China – Xangai e Inglaterra-Londres explicou a importância que a rede de 300 lojas em 10 países, (que em momentos e pico chegam a ter um milhão de visitantes por dia) e a sua capacidade de captar novos compradores do primeiro Mac que desta forma se juntam à “família Apple” 🙂

E explicou a forma como o sistema operativo iOS cresceu e revolucionou a área móvel, com mais de 120 milhões de equipamentos móveis (iPhone, iPod Touch e iPad). E sobre os números de activações por dia, que têm sido divulgados por alguns dos concorrentes (como é o caso do Google em relação ao Android com as mais de 100 mil novas activações por dia), Steve Jobs decidiu “esmagar” os concorrentes divulgando que tem mais de 230 mil activações NOVAS por dia (sem contabilizar actualizações, como julga que estão a fazer alguns dos “amigos”/concorrentes estão a fazer).

Seguem-se as novidades:

App Store Vs Android Market

A App Store da Apple, já tem mais de 225 mil aplicações disponíveis e mais de 5 mil milhões de downloads feitos.
O crescimento do sistema operativo Android nos telemóveis (e em breve, noutros equipamentos como Tablets e Google TV), muitas empresas de desenvolvimento passaram também a disponibilizar aplicações no Android Market. Hoje, o Android Market já conta com cerca de 100 mil aplicações (com um crescimento de 10 mil aplicações mensais).
No entanto, o perfil (e respectivo “mind set”) dos utilizadores dos equipamentos e programadores de aplicações para Android e Apple , são muito distintos.
O que se traduz em realidades diferentes entre aplicações grátis e pagas em cada uma das lojas.

Read More

A indústria dos videojogos

A evolução das tecnologias de informação permitiu não só um maior acesso à informação e comunicação em múltiplas plataformas mas também ao entretenimento. Os videojogos saíram das arcadas e dos salões de jogos para os lares e bolsos (consolas portáteis e telemóveis) dos utilizadores. A indústria de videojogos é das que tem tido maiores taxas de crescimento (na área de Media & Entretenimento) e apresenta maior potencial de crescimento para os próximos anos. Para tentar perceber o porquê desta tendência é importante analisar:

  • Mercado dos videojogos
  • Fontes de receita
  • Público / perfil dos “gamers” (jogadores)
  • Publicidade nos videojogos

Internet com mais video ou televisão mais interactiva?

Mal surgiu a Internet, logo se percebeu que seria uma plataforma universal onde todo o tipo de dados poderiam proliferar em prol da comunicação mundial.
Uma das aplicações que marcou o arranque e que abriu caminho, em 1995, foi o Real Audio que levou muitas rádios a entrarem no ciberespaço, resolvendo mesmo problemas de alvarás, como era o caso da mítica britânica e “sempre” pirata Radio Caroline.