SuperToast

The Big Ones

As empresas que lideram a nova economia já não são apenas nativas digitais! À Apple, Alphabet, Amazon e Meta, que criaram as infraestruturas que aceleraram a Uber, Airbnb, Tesla e Netflix, juntam-se agora ao clube dos inovadores, grandes empresas como a Disney, a Nike, a Visa…

InovaçãoThe Big Ones

Apple: Depois da “Tempestade”…

Afinal, a "Tempestade" criada em volta do problema da antena do iPhone 4 que ficou baptizada como "Antennagate", não passou de uma curta tempestade. Na conferência de imprensa de sexta-feira, Steve Jobs explicou o "problema" que afinal é comum a outros telemóveis/Smartphones (veja a análise comparativa que a Apple efectuou), e que não gerou reacções como aconteceu com o iPhone 4. Na verdade as variáveis sobre recepção de sinal não dependem apenas do dispositivo... qualquer utilizador de telemóvel já teve problemas na recepção. Sobre a conferência e respectivos impactos no mercado aqui deixo alguns dos factos que considero mais relevantes:
InovaçãoThe Big Ones

Apple numa “Tempestade de Merda”

A saída de Steve Jobs da Apple em 1985 foi provocada por incompatibilidades e maus relacionamentos com o o CEO John Sculley e com Steve Wozniak(co-Fundador da Apple). Steve Jobs e Steve Wozniak ficaram anos sem se falarem. A polémica por causa do problema com a antena do iPhone 4 provocou na Apple uma verdadeira tempestade. A definição correcta foi dada por Dave Winer ("pai dos blogs e RSS"): "Apple numa Tempestade de Merda"
GestãoMediaThe Big Ones

Disney compra Tapulous (via TechCrunch)

A Disney comprou a Tapulous empresa de desenvolvimento de jogos para iPhone, iPod Touch e iPad. O valor da compra não foi revelado. A Tapulous será integrada na Disney Interactive Studios, onde terá um papel importante na estratégia digital da Disney de levar os jogos com personagens do universo Disney, Pixar e Marvel para as novas plataformas.
InovaçãoOpiniãoThe Big Ones

Apple, Google, Microsoft, Nokia, Sony e Amazon

Titãs em competição pelo “Monopólio de Consumidores” e “Portagem na Ponte” Os (actuais) principais players mundiais na criação e definição dos caminhos futuros na Era Digital são: Apple, Google, Microsoft,Nokia,Sony e Amazon. Todos eles criaram ecossistemas, não compatíveis e tentam ganhar a maior quota em vários mercados e sub-mercados em que actuam, e apostam forte na alavancagem de posições entre os vários mercados. Por isso, a diversificação de negócios é vital para conseguirem posições dominantes mas, aumenta fortemente a complexidade na gestão. A gestão estratégica e operacional em cada um dos sub-mercados onde actuam é um factor determinante para garantir o sucesso.
ÁfricaBest OfMediaOpiniãoThe Big Ones

A indústria dos videojogos

A evolução das tecnologias de informação permitiu não só um maior acesso à informação e comunicação em múltiplas plataformas mas também ao entretenimento. Os videojogos saíram das arcadas e dos salões de jogos para os lares e bolsos (consolas portáteis e telemóveis) dos utilizadores.
Best OfGestãoMediaOpiniãoThe Big Ones

Disney, Pixar e Marvel

A Pixar é hoje um caso de sucesso empresarial na indústria dos Media & Entretenimento. O maior pilar deste sucesso deve-se ao facto de ter tido excelentes líderes – George Lucas, Alvy Ray Smith, Ed Catmull, John Lasseter e de ter feito “renascer” o carismático Steve Jobs.
Best OfOpiniãoThe Big Ones

O início da Era Digital

No início da Internet fizeram-se muitas previsões sobre o impacto que esta viria a ter na sociedade. À medida que as previsões passavam a ser realidade, foram surgindo várias denominações para o que estava a acontecer e para o que se previa, como por exemplo: “Revolução das comunicações”, “Auto-estrada da informação”, “Revolução da Informação” e “Revolução Digital”. O que poucos conseguiram prever, é que desta vez não estamos a entrar num novo ciclo, mas sim a iniciar uma nova Era, a Era Digital.
InovaçãoOpiniãoThe Big Ones

OPA da Microsoft ao Yahoo! e os próximos capítulos…

Os últimos tempos do Yahoo! têm sido difíceis com o “loop” entre descidas de resultados, anunciados trimestralmente, e vários problemas na organização. Os accionistas bem tentaram colocar “rumo” no Yahoo! (NASDAQ:YHOO) , quando há sete meses, afastaram Terry Semel do cargo de CEO (passando a Chaiman não-executivo) e nomearam um dos fundadores da companhia, Jerry Yang para tentar recuperar os resultados. Durante o último ano, foram conhecidos alguns contactos entre a Microsoft (NASDAQ:MSFT) e o Yahoo!, mas o mercado estava longe de suspeitar que poderia estar a preparar-se uma Oferta Pública de Aquisição (OPA).
1 29 30